Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
Açude - Original de João Frazão que integra o CD coletivo CAVAQUINHOS.PT editado pela A. C. Museu Cavaquinho e distribuido pela TRADISOM.
Adquira aqui: https://tradisom.com/cavaquinhos-pt
Monumentos
Castelo de Mafra
O Castelo de Mafra, ou o que dele resta, ergueu-se provavelmente sobre um povoado neolítico, sucessivas vezes reocupado até à Idade do Ferro. Os achados ocasionais realizados no interior do perímetro quase oval da antiga fortaleza e nas suas imediações demonstram a existência de um relativamente modesto aglomerado romano que sucedeu ao oppidum indí...
[Ler mais...]

Torre de S. Vicente de Belém
A torre de S. Vicente de Belém (Torre de Belém) foi mandada edificar por D. Manuel I no tempo das Descobertas. O seu arquitecto foi Francisco Arruda.

Do seu amplo terraço, os canhões cruzavam fogo com o Forte Velho da Caparica, hoje completamente em ruínas, defendendo assim Lisboa de ataques inimigos por via marítima.

Exibe um...
[Ler mais...]

Castelo de S. Jorge
Declarado Monumento Nacional em 1910, pouco antes da implantação da República, o Castelo de São Jorge ergue-se na mais alta colina de Lisboa e foi desde muito cedo um espaço aprazível para a ocupação humana, datando do século II a.C. a primeira fortificação conhecida.

Intervenções arqueológicas recentes, permitiram registar testemunhos d...
[Ler mais...]

Forte de Peniche
O antigo lugar da Ribeira d´Atouguia, extremo ocidental de Portugal, constituía-se em um ponto-chave para acesso aos principais centros portugueses (Leiria, Óbidos, Santarém, Torres Vedras e Lisboa), nessa qualidade tendo estado envolvida em diversos episódios da História de Portugal. Alvo constante de ataques de corsários ingleses, franceses e arg...
[Ler mais...]

Castelo de Óbidos
Óbidos é uma vila portuguesa que se desenvolveu dentro de muralhas, isto é, uma alcáçova. Da nova Auto-Estrada do Oeste (A8) tem-se uma vista fantástica!

A entrada na vila faz-se por umas portinhas estreitas para carros, e o trânsito dentro das muralhas está condicionado. Por isso, se for a Óbidos de automóvel, deixe-o num dos parques de...
[Ler mais...]

Forte de S. Miguel Arcanjo
O Forte de S. Miguel Arcanjo foi construído para defesa da costa. Conta hoje com um farolim para auxílio à navegação.

Situado no extremo oeste do promontório do Sítio, é senhor de uma vista imponente, desde S. Pedro de Moel a norte, até Peniche e a Berlenga a sul. Em frente ao mesmo encontra-se um dos emblemas da Nazaré: a Pedra do Guilh...
[Ler mais...]

Castelo de Leiria
Mandado construir por D. Afonso Henriques e várias vezes ocupado pelos Mouros, sendo restaurado em 1144, o castelo de Leiria foi várias vezes palco de acontecimento históricos. Este castelo preserva ainda hoje a sua imponente beleza.

Edificado em posição dominante sobre a primitiva povoação e o rio Lis, este belo e imponente castelo medi...
[Ler mais...]

Castelo de Alcobaça
O castelo de Alcobaça está edificado sobre um monte com cerca de 70 metros de altura, do lado poente do Mosteiro. Devido ao seu avançado estado de degradação, pode de dia passar despercebido ao viajante menos atento, mas de noite, com a iluminação, é um espectáculo digno de se ver.

Seja como for, vale sempre a subida (a pé ou de carro),...
[Ler mais...]

Castelo de Vilar Maior
Classificado como Imóvel de Interesse Público - D.L. nº 2/96 de 6/3/1996. Relativamente à época da sua fundação colocam-se várias hipóteses: castro pré-romano, fortaleza romana e árabe. Terá sido reedificado por D. Afonso IX de Leão. Todavia o dado menos controverso diz respeito à sua reedificação por D. Dinis, cerca de 1296, ainda que a sua fundaç...
[Ler mais...]

Castelo de Vila do Touro
O castelo teria sido fundado pelos Templários cerca de 1221. Posteriormente seria reedificado por D. Dinis, integrando talvez uma Torre de Menagem.

Apenas subsistem alguns panos de muralhas em ruínas, bem como uma porta em arco quebrado, a Porta de S. Gens, abobadada e parcialmente entaipada.
[Ler mais...]

Castelo de Sortelha
Classificado como Monumento Nacional - D.L. de 16/6/1910. Sofreu obras de renovação, cerca de 1228, reinado de D. Sancho II, e posteriormente foi remodelado nos reinados de D. Dinis, de D. Fernando e de D. Manuel e ainda em 1640.

A sua origem está efectivamente rodeada de lendas, preferencialmente relacionadas com bruxas, facto que a exi...
[Ler mais...]

Castelo do Sabugal
Classificado como Monumento Nacional -D.L. de 16/6/1910; D.L. nº 38147 de 5/1/1951; Z.E.P.-D.L. (2ªsérie) nº 282 de 6/12/1949. O castelo foi construído talvez nos séc. XII-XIII, sob o domínio leonês, tendo sido depois remodelado e ampliado por D. Dinis, datando a Torre de Menagem do reinado deste monarca; recebeu obras de beneficiação no reinado de...
[Ler mais...]

Castelo de Alfaiates
Classificado como Monumento Nacional - D.L. nº 28/82 de 26 de Fevereiro. Provavelmente foi construído por Afonso X de Leão cerca de 1230, reedificado depois por D. Dinis no séc. XIII. Recebeu obras de beneficiação no reinado deste monarca e em 1640 participou na defesa contra os Franceses. É conhecido um projecto de transformação do castelo em fort...
[Ler mais...]

Castelo de Aljezur
O castelo de Aljezur foi conquistado durante o reinado de D. Afonso III, por D. Paio Peres Correia.



O terramoto de 1755 destruiu as casas da velha vila, assim como o castelo.

[Ler mais...]

Castelo de Montemor-o-Novo
O conjunto defensivo da vila foi edificado por D. Dinis. Dele, restam a porta de Santiago da Vila e a porta do Anjo.

[Ler mais...]

 
Biografias de artistas
António Bernardino
Dele se poderá dizer que interpretou os melhores autores, foi acompanhado pelos melhores músicos e teve os melhores mestres.

Prematuramente falecido em 1996, António Bernardino, natural de Águeda, onde nasceu em 1942, começou cedo a cantar o fado de Coimbra, ainda estudante em Aveiro.

Chegado à cidade do Mondego, Bernardino d...
[Ler mais...]

Ercília Costa
Com o tradicional exagero dos cognomes que o público arranjava para as vedetas de quem muito gostava, Ercília Costa ficou conhecida como ”a Santa do Fado” ou ”a Toutinegra do Fado”.

Mas aqueles que tiveram o privilégio de a ouvir sabem que Ercília Costa era uma das grandes cantadeiras de fado da primeira metade do século XX. O seu nome ...
[Ler mais...]

Francisco de Matos Vieira
Cavaleiro professo na ordem de Santiago da Espada, pintor histórico da Casa Real, académico de mérito da Academia de S. Lucas em Roma, etc. Era mais conhecido pelo [nome de] Vieira Lusitano, por ser natural de Lisboa, onde nasceu a 4 de Outubro de 1699, e fal. no sitio do Beato António a 13 de Agosto de 1783.

Era destinado pela sua famí...
[Ler mais...]

Francisco Vieira
Pintor histórico e de paisagem, lente de desenho na Academia do Porto. Era cognominado Vieira Portuense, por ter nascido nessa cidade, e para se diferençar doutro seu afamado contemporâneo, conhecido pelo nome de Vieira Lusitano, por ter nascido em Lisboa. N. portanto, no Porto a 13 da Maio de 1765, fal. na ilha da Madeira a 2 de Maio de 1805. Era...
[Ler mais...]

Eça de Queirós
Diplomata e escritor muito apreciado.

Nasecu na Póvoa de Varzim em 1846 [de facto em 25 de Novembro de 1845], faleceu em Paris a 17 de Agosto de 1900. Era filho do Dr. José Maria Teixeira de Queirós, juiz do Supremo Tribunal de Justiça, e de sua mulher, D. Carolina de Eça.

Depois de ter estudado nalguns colégios do Porto mat...
[Ler mais...]

Rosa Damasceno
Actriz contemporânea. Nasceu no Porto a 23 de Fevereiro de 1849, faleceu no Gradil a 5 de Outubro de 1904.

Seu pai era militar; e quando faleceu, veio Rosa com sua mãe para o Alentejo, e entrou como actriz numa companhia ambulante, dirigida por um antigo actor e empresário, chamado Lopes.
Percorreu com a companhia diversos teatros...
[Ler mais...]

Fernando Pessa
Nasceu em Aveiro, em 1902, mas foi criado em Penela, perto de Coimbra onde fez o ensino secundário, no sentido de se preparar para os exames de admissão à "Escola de Guerra".

O objectivo de Fernando Pessa era ir para a "tropa", e seguir a carreira militar, como fez o pai, mas "nessa altura havia oficiais a mais, como resultado da primei...
[Ler mais...]

Agustina Bessa-Luis
Escritora portuguesa, nascida em Vila Meã, Amarante. Começou a escrever aos 16 anos. Casou, em 1945, com Alberto de Oliveira Luís.

Viveu em Coimbra até 1948, data em que publicou a novela “Mundo Fechado”. Passa a residir no Porto a partir de 1950, ano em que publica no Porto "Os Super-Homens", primeiro romance.

O reconhecime...
[Ler mais...]

Maria João Pires
A pianista Maria João Pires nasceu em Lisboa e tocou pela primeira vez em público aos 4 anos de idade. Aos 5 deu o seu primeiro recital e dois anos mais tarde interpretava concertos de Mozart em público. Entre 1953 e 1960, Maria João Pires estudou no Conservatório Nacional de Lisboa com o professor Campos Coelho, tendo frequentado também os cursos ...
[Ler mais...]

Beatriz Costa
Beatriz da Conceição nasceu a 14 de Dezembro de 1907 no lugar da Charneca do Milharado, no Casal Barreiro, concelho de Mafra e baptizada no Orago de S. Miguel.

Filha primogénita de pais portugueses vai aos 4 anos de idade com a mãe para Lisboa, que viria a trabalhar em casa de José Malhoa.

Após segunda união matrimonial da m...
[Ler mais...]

Vasco Graça Moura
Nasceu no Porto a 3 de Janeiro de 1942. É licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa.

É autor de obras de ensaio, poesia, romance e ainda de traduções.
Foi Secretário de Estado em dois Governos Provisórios. Tem desempenhado funções directivas na Rádio Televisão Portuguesa, na Imprensa Nacional e na Comissão para as Comemoraçõ...
[Ler mais...]

Tozé Martinho
Tozé Martinho nasceu em Dezembro de 1947, em Lisboa. Por influência da ascendência familiar, frequenta o curso de veterinária.

Mais tarde, entra na faculdade para estudar Economia, mas não termina. Vai viver para os EUA onde estuda direcção de cinema e televisão. Foi director de programas durante dois anos, na RTP-USA em NewWarc, nos Es...
[Ler mais...]

Rosa Lobato de Faria
Nasceu a 20 de Abril de 1932 em Lisboa. Poetisa, romancista, argumentista e cronista. Actriz de teatro, cinema e televisão.

Autora de letras de canções e fados, teve várias canções suas premiadas no Festival RTP da Canção e apresentadas no Festival da Eurovisão. Teve duas representações no Festival da OTI e uma no Festival da Canção da ...
[Ler mais...]

Manuel Faria
Manuel Faria nasceu no dia 1 de Novembro de 1957, em Lisboa.
Manifestou gosto e interessou-se pela música em criança.

Fez a sua formação com a professora Elisa Wahnnon. Foi um dos elementos fundadores do grupo Trovante quando decorria o ano de 1976 juntamente com Luís Represas, João Nuno Represas, João Gil e Artur Costa.
[Ler mais...]

Manuel Alegre
Nasceu em Águeda, em 1936. Frequentou a Faculdade de Direito, em Coimbra. Participou activamente nas lutas académicas contra o regime ditatorial. Em Angola dirige uma tentativa de rebelião contra as Guerras de África, sendo preso pela Pide.

Exilou-se em Argel onde foi dirigente da Front Patriotique de Libération National e locutor da Rád...
[Ler mais...]

 
Personagens carismáticos da história de Portugal
D. Luís de Menezes
Comendador das comendas de S. Cipriano de Angueira, S. Martinho de Frazão e S. Bartolomeu da Covilhã, todas na ordem de Cristo; general de artilharia; e vedor da Fazenda no reinado de D. Pedro II, cujo. partido seguiu nas discórdias e intrigas palacianas, que originaram a deposição de D. Afonso VI, etc.

N. em Lisboa a 22 de Julho de 163...
[Ler mais...]

Rafael Bordalo Pinheiro
Pintor, caricaturista a escultor contemporâneo.
Nasceu em 1846; é filho de Manuel Maria Bordalo Pinheiro.

Começou o estudo do desenho com seu pai, e depois de ter pintado quadros que chamaram a atenção sobre o artista, trocou o pincel pelo lápis, tornando-se um dos mais espirituosos e delicados caricaturistas, rivalizando com a mai...
[Ler mais...]

D. Catarina
Princesa espanhola, filha de Filipe I de Castela, arquiduque de Áustria, e da rainha D. Joana, filha segunda e principal herdeira de Fernando, o Católico, rei de Aragão, e de Isabel, rainha ele Castela. D. Catarina era irmã do imperador Carlos V, e rainha de Portugal pelo seu casamento com el-rei D. João III.

Nasceu em Torquemada a 21 ...
[Ler mais...]

D. João VI
Filho de D. Maria I e de D. Pedro III, casou em 1785 com D. Carlota Joaquina, Infanta de Espanha, filha de Carlos IV e de Maria Luísa de Parma.

A partir de 1792, assegurou a direcção dos negócios públicos, devido à doença mental da mãe, primeiro em nome da rainha, a partir de 1799, em nome próprio com o título de Príncipe Regente, sendo ...
[Ler mais...]

D. Maria II
Contava apenas 7 anos, quando seu pai, D. Pedro IV, abdicou do trono de Portugal em seu favor, em Abril de 1826.

Devia casar, logo que tivesse idade, com o tio, D. Miguel, nomeado regente e lugar-tenente do reino, o que foi aceite pelo Infante, em Julho de 1826, assumindo a regência, ao chegar a Lisboa, em Janeiro de 1828, após ter jura...
[Ler mais...]

D. Maria I
Filha primogénita de D. José I. Foi aclamada rainha em Maio de 1777. Por sofrer de doença mental foi afastada dos negócios públicos em princípios de 1792, tendo o príncipe D. João tomado conta do governo em nome de sua mãe até 1799, ano em que passou a governar em seu próprio nome, com o título de Regente.

Nascida em 1734, recebeu logo o...
[Ler mais...]

Passos Manuel
Manuel da Silva Passos

Um dos vultos mais proeminentes das lutas liberais; bacharel formado em Leis pela Universidade de Coimbra; advogado, deputado em diversas legislaturas, par do reino, ministro de Estado, etc. N. na freguesia de S. Martinho, de Guifões, concelho de Bouças, distrito do Porto, a 5 de Janeiro de 1801, fal. em Santarém a...
[Ler mais...]

D. Pedro IV
Segundo filho varão de D. João VI e de D. Carlota Joaquina, a morte de seu irmão primogénito, D. António, encaminhou-o para a herança da coroa de Portugal.

A sua infância decorreria em ambiente carregado, entre o instável ambiente familiar e os acontecimentos sociais e políticos, desde os ecos da Revolução Francesa, às ameaças napoleóni...
[Ler mais...]

D. Pedro V
Nasceu em Lisboa a 16 de Setembro de 1837, filho primogénito de D. Maria II e de D. Fernando de Saxe-Coburgo-Gota.

Reconhecido príncipe real e sucessor da coroa de Portugal pelas Cortes Gerais Extraordinárias e Constituintes, em sessão de 26 de Janeiro de 1838; sucede a sua mãe em Novembro de 1853; até à sua maioridade governa seu pai c...
[Ler mais...]

D. Fernando I
D. Fernando I, O Formoso
9.º rei de Portugal.

Nasceu em Lisboa a 31 de Outubro de 1315, onde também faleceu a 22 de igual mês de 1383. Teve o cognome de formoso pela gentileza do seu porte. Era filho de D. Pedro I e de sua mulher, a rainha D. Constança, que faleceu ao dá-lo à luz, deixando-o assim orfão dos carinhos maternais desd...
[Ler mais...]

Infante D. Duarte
Infante, filho do rei D. Manuel e de sua segunda mulher, a rainha D. Maria.

N. em Lisboa a 7 de Outubro de 1513, e fal. em 20 de Setembro de 1540.

A sua educação foi confiada a André de Resende, que lhe escreveu a biografia com muitos elogios.

Parece que o infante tinha muita vocação para a música, e era um infat...
[Ler mais...]

D. João de Castro
Um dos vultos mais gloriosos da nossa história; governador e capitão general, 14.º governador e 4.º vice-rei da Índia.

Nasceu em Lisboa a 27 de Fevereiro de 1500, faleceu em Goa a 6 de Junho de 1548. Era filho de D. Álvaro de Castro, senhor do Paul de Boquilobo, governador da Casa do Cível e vedor da fazenda do rei D. João e de D. Manue...
[Ler mais...]

Bulhão Pato
Raimundo António de Bulhão Pato

Poeta contemporâneo, 2.º oficial da 1.ª repartição da direcção geral do comércio e industria, sócio da Academia Real das Ciências.

N. a 3 de Março de 1829 em Bilbau, nas províncias vascongadas, e foi criado em Deusto, pequena e risonha povoação assentada sobre o rio, a uma légua da cidade. Era...
[Ler mais...]

Teófilo Braga
Joaquim Teófilo Fernandes Braga

Doutor em Direito pela Universidade de Coimbra; lente de Literatura no Curso Superior de Letras; sócio efectivo da Academia Real das Ciências, de Lisboa; da Academia Real de História, de Madrid, e de numerosas corporações literárias e científicas de Portugal e do estrangeiro, onde o seu nome é bastante con...
[Ler mais...]

D. Constantino de Bragança
7.º vice-rei da Índia.

Nasceu em. 1528, faleceu a 14 de Junho de 1575. Era filho do 4.º duque de Bragança, D. Jaime I, e de sua mulher, a duquesa D. Leonor de Mendonça, filha de D. João de Gusmão, 3.º duque de Medina Sidónia, e de D. Isabel de Velasco.

D. Constantino não tinha ainda 20 anos, quando foi como embaixador a Fran...
[Ler mais...]

 
Livro de visitas
Enviado por: Pedro Silva
Resende

Festival da Cereja
Terceiro ano consecutivo que assisto a vossa actuação no Festival da Cereja, e n me consigo cansar de vos ouvir :)
Parabens pelo vosso excelente bom gosto, que com tanta arte e criatividade transformam todas estas muscas em puro prazer.
Gostei especialmente da música das sete saias.... mas n sei como se chama ao certo. Seria possível partilharem a letra da música?
É que n me sai do ouvido o refrão e depois fico a cantar o resto com na nanananananna loooooool

Continuem o excelente trabalho!!!
E pro ano la estarei a bronzear outra vez, se deus quiser :D


[Mais comentários...]    [Escrever comentário...]
 
 
 
Não se pescam trutas a bragas enxutas.

Programação da rádio


 

 

© 2003-2022 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
13471570 páginas visitadas - 46 visitantes ligados
Contacte-nos