Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
Monumentos
Forte de Santa Catarina
É uma relíquia militar, sistema abaluartado, com o cunho inconfundível de traça Vauban. Mandado concluir por D. João IV para defesa da barra, aceita-se contudo, com fundamento histórico, que os seus alicerces são do tempo de D. João I.
Após actuação brilhante contra a pirataria que infestava amiudadas vezes esta costa marítima de fácil desemb...
[Ler mais...]

Arco de Almedina
O Arco de Almedina, na baixa de Coimbra, local onde começa a Rua de Almedina que nos leva por caminhos íngremes até à Universidade, é nem mais nem menos que um remanescente da cerca de muralhas que um dia envolveram a cidade.

Almedina - Palavra árabe que significa "cidade", a almedina é a zona mais antiga de uma povoação, e encont...
[Ler mais...]

Castelo de Penamacor
O Castelo de Penamacor ou Fortaleza de Penamacor, ergue-se em Penamacor no distrito de Castelo Branco, Portugal. Data de 1189, durante o reinado de D. Sancho I, e foi classificado como Monumento Nacional em 1973.
[Ler mais...]

Castelo de Idanha-a-Nova
Idanha-a-nova situa-se num cabeço, aos pés do qual corre o Rio Ponsul. Na vila de Idanha-a-Nova são observáveis as ruínas do castelo, construído em 1187 por D. Gualdim Pais de Maratecos, Mestre da Ordem dos Templários.

D. Sancho I eleva a povoação a vila em 1201 e doa-a à Ordem dos Templários. Em 1229 D. Afonso II confirmou-lhe a doação ...
[Ler mais...]

Castelo de Monsanto
Construída num morro granítico a oitocentos metros de altitude e localizada a menos de quatro léguas da actual fronteira com a Espanha, a aldeia fortificada de Monsanto foi, até que os azedumes entre portugueses e espanhóis se diluíram na resignação do tempo, a praça forte mais desejada pelos nossos vizinhos, numa zona da Beira Interior onde se de...
[Ler mais...]

Castelo de Bragança
O castelo, cuja construção se iniciou em 1409 e terminou trinta anos depois, é constituído por um extenso conjunto de muralhas com um perímetro de 660 metros, que formam quatro recintos individualizados entre si.

Conta com quinze torres ou cubelos e outros tantos panos de muro, com a espessura média de dois metros, com três portas (dua...
[Ler mais...]

Torre do Relógio
Torre do Relógio


Possivelmente construída durante a baixa idade média, esta torre militar teve posteriormente uma adaptação bastante grande.
Foi proposta como imóvel de interesse público pelo Plano Director Municipal de Alfândega da Fé, em 1994.
[Ler mais...]

Forte de Vila Nova de Milfontes
Forte de Vila Nova de Milfontes
(Forte de São Clemente)


Forte construído em 1552 dada a frequência de ataques de corsários. Fica ao lado da praia do rio, na foz do rio Mira. Actualmente é uma unidade hoteleira.
[Ler mais...]

Castelo e Muralhas de Moura
O Castelo de Moura vive com a cidade desde tempos remotos. Alvo de reconstruções várias, restam hoje em sofrível estado de conservação a Torre de Menagem e alguns torreões incluindo a Torre de Taipa de origem árabe.

Das Muralhas, construidas no final do séc. XVII, apenas restam alguns breves troços, dos quais o mais significativo é o que...
[Ler mais...]

Torre de Atalaia Magra
Pitoresca torre do séc. XIV, situada entre olivais a um par de quilómetros da cidade de Moura, constituía juntamente com outras três (Atalaia Gorda, Atalaia da Casinha e Atalaia de Porto Mourão) a primeira linha de vigilância contra o inimigo castelhano.
[Ler mais...]

Castelo da Feira
Não há hoje a mais pequena dúvida de que o Castelo de Santa Maria da Feira, tal como o vemos e conhecemos, representa a última de uma longa série de construções que, naquele mesmo local, se foram sucedendo durante centenas ou milhares de anos, como guardiãs dos bens das populações que nas suas vizinhanças se estabeleciam.

Mas se a arqueo...
[Ler mais...]

Castelo de Porto de Mós
Breve História do Castelo de Porto de Mós
A inicial atalaia mourisca do rei mouro Oumar deu lugar ao castelo de Porto de Mós, conquistada por D. Afonso Henriques em 1148, pois era necessário proteger a norte, as terras adquiridas na altura cristã e, conquistar a sul as de Santarém até ao Tejo.

Marco histórico, o castelo teve ...
[Ler mais...]

Castelo de Arnóia
O Castelo de Arnóia, também conhecido como Castelo dos Mouros ou Castelo de Moreira, ergue-se na povoação e Freguesia de Arnóia, concelho de Celorico de Basto, Distrito de Braga, em Portugal.

Ergue-se sobre um maciço de pedra, em posição dominante sobre a povoação que outrora foi a sede do Concelho com Casa da Câmara, Pelourinho e Cadeia...
[Ler mais...]

Forte da Ilha do Pessegueiro
Parece existirem evidências de que os Cartagineses se estabeleceram na ilha ainda antes da II Guerra Púnica (218-202 a. C.).
Na época Romana (entre meados do século I d. C. e o século V d. C.) a ilha foi um centro produtor de preparados de peixe. Deste período, para lá dos vestígios dos tanques de salga (recentemente postos a descoberto), ter...
[Ler mais...]

Ponte da Ajuda
(Ou Ponte de N.ª Sr.ª da Ajuda, ou Ponte de Olivença)

A Ponte da Ajuda é uma ponte fortificada, com um torreão a meio, que ligava Elvas a Olivença. É constituída por dezanove arcos.

Durante a Guerra da Sucessão Espanhola (século XVIII), foi dinamitada pelo exército Castelhano, ficando assim interrompida a única ligação entre O...
[Ler mais...]

 
Biografias de artistas
Maria de Fatima Bravo
Uma das cançonetistas mais populares reveladas através do Centro de Preparação de Artistas da Emissora Nacional, Maria de Fátima Bravo é de todos recordada por esse êxito enorme que foi, em 1957, Vocês Sabem Lá, canção de Nóbrega e Sousa e Jerónimo Bragança que ficou como um dos grandes clássicos da música ligeira nacional.

Natural de La...
[Ler mais...]

Maria de Lurdes Resende
Irrequieta e traquinas desde a mais tenra infância, Maria de Lurdes Dias Resende nasceu no Barreiro em 1927. Cantou desde que se lembra. Aliás, assim que nasceu começou a berrar, tarefa a que se dedicou durante o primeiro ano de vida, para desespero dos pais.

Ao crescer, Maria de Lurdes Resende ganhou a convicção de que seria cantora, e ...
[Ler mais...]

Max
Foi uma das mais populares vedetas da rádio, do teatro e da televisão portuguesas, desde os anos quarenta até à sua morte em 1980.

A ele se devem êxitos como Noites da Madeira, Bailinho da Madeira ou A Mula da Cooperativa. E nada faria prever que este jovem madeirense, que sonhava ser barbeiro e fora alfaiate, viria a ser um dos mais po...
[Ler mais...]

Mimi Gaspar
Lisboeta da Ajuda, Maria Luísa Martins Gaspar (para sempre conhecida e querida pelo público com o carinhoso nome artístico de Mimi Gaspar) revelou desde cedo o seu talento multifacetado.

Possuidora de uma bela voz de soprano, que utilizava com técnica e conhecimento musical, Mimi Gaspar tinha ainda inegáveis dotes de actriz, que tanto se...
[Ler mais...]

Moniz Trindade
Nascido no Barreiro, alfobre de grandes artistas da música popular, Egas Moniz Félix Trindade, viria a ter uma carreira invulgar, quer pelas suas capacidades artísticas como cantor, quer pela sua inegável vocação de compositor.

Para ele tudo começa na adolescência, em grupos musicais que forma com os amigos em Setúbal e, depois, no Barre...
[Ler mais...]

Simone de Oliveira
As personalidades artísticas não são muito frequentes. Artistas sim, mas personalidades... é outra coisa.

Personalidade nunca faltou a Simone de Oliveira. Um temperamento marcado, inequivocamente, pelo excesso: excesso de talento, de vontade, de querer. Excesso de expressão e de paixão. Dela poderá dizer-se o que de muito poucos se disse...
[Ler mais...]

Teresa Tarouca
O Salão dos Bombeiros de Oeiras foi palco da estreia de Teresa Tarouca, que cantou o fado com apenas 13 anos. Oriunda de uma família ligada à música, é prima afastada de Maria Tereza de Noronha e prima de Frei Hermano da Câmara.

Menina-prodígio durante os anos 50, assinou contrato com a RCA em 1962, para a gravação do primeiro disco. <...
[Ler mais...]

Tony de Matos
Aquele que viria a ser uma das mais carismáticas figuras da noite lisboeta nasceu filho do Porto, em 1924. António Maria de Matos, Tony de Matos para a posteridade.

Filho de artistas da companhia teatral itinerante de Rafael de Oliveira, desde cedo começou a lidar com os palcos. A oposição paterna vai contrariar, contudo, o gosto que o j...
[Ler mais...]

Tonicha
Quando vence, no palco do Tivoli, o Festival RTP da Canção com Menina, de Ary dos Santos e Nazareth Fernandes, Tonicha acaba de revelar ao público uma canção tão marcante que quase se poderia pensar que valeu toda uma carreira.

Nada mais injusto para Antónia Tonicha, alentejana de Beja, nascida em 1946. Ao longo da sua precoce e extensa ...
[Ler mais...]

Tristão da Silva
Talvez tenha sido o primeiro fadista a aproveitar com amplitude os meios de comunicação social para atingir o sucesso.

Manuel Martins Tristão da Silva, nascido em Lisboa, transportará consigo, ao longo da vida, uma identidade, um pathos genuinamente lisboeta.
Começa a cantar fado castiço desde criança, nas matinées das casas típicas...
[Ler mais...]

Vicente da Camara
Referência incontornável na história do fado, Vicente da Câmara nasce em Lisboa a 7 de Maio de 1928, em berço aristocrata, ele que dirá "O que é a aristocracia? A aristocracia tanto pode estar no povo como noutra coisa qualquer. (...) O aristocrata é aquele que sobressaiu".

Filho de D. João da Câmara, notável radialista e loctor da rádio...
[Ler mais...]

Herminia Silva
Mais de 60 peças de teatro de revista. Dez operetas. Cinco filmes. Uma peça declamada. Incontáveis fados e canções, cantados e gravados. Um número impossível de determinar de noites em que animou o Solar da Hermínia, "uma prenda do meu marido", ao qual raramente faltava "porque os clientes ficam tristes" e ela não gostava de ver ninguém triste. Est...
[Ler mais...]

Lucília do Carmo
Lucília do Carmo é unanimemente reconhecida como uma das maiores estilistas do fado do século XX. Contudo, ironicamente, poucos sabem que esta cantora identificada para sempre com a canção popular de Lisboa é natural de Portalegre, onde nasceu em 1920, embora a família se tenha radicado em Lisboa quando Lucília tinha cinco anos.

O potenc...
[Ler mais...]

Fernando Farinha
Talvez poucas pessoas saibam que esta figura tão típica da cidade de Lisboa e da sua memória nasceu, afinal, no Barreiro, em 1928. O seu pai, barbeiro, decide tentar a sorte na capital e, com 8 anos, o pequeno Fernando vem viver para o bairro do Bica.

No ano seguinte canta pela primeira vez em público, num concurso entre bairros. Triunfa...
[Ler mais...]

Deolinda Rodrigues
Talento precocemente revelado de fadista, Deolinda Rodrigues nasce em Lisboa, em Telheiras, então um aldeamento de cariz rural às portas de Lisboa. Cedo perde a mãe e a família vive com dificuldades. É na Sociedade de Recreio União Familiar de Telheiras que dá os seus primeiros passos como cantora de fados, ainda criança.

As suas quali...
[Ler mais...]

 
Personagens carismáticos da história de Portugal
Guerra Junqueiro
Bacharel formado em Direito pela Universidade de Coimbra, deputado, escritor e poeta contemporâneo, etc.

N. em Freixo de Espada à Cinta a 17 de Setembro de 1850, sendo filho do abastado negociante e lavrador José António Junqueiro Júnior, e de D. Ana Guerra, a qual faleceu quando seu filho contava apenas 3 anos de idade.

Estu...
[Ler mais...]

Augusto Fuschini
Engenheiro civil, vogal do conselho dos monumentos nacionais, ministro de estado honorário, deputado, etc.

Nasceu pelos anos de 1843.

Foi um dos estudantes mais laureados do seu tempo, em Matemática, na Universidade de Coimbra, e fez o curso de engenheiro com toda a distinção. Desempenhou as funções de engenheiro distrital e...
[Ler mais...]

João Franco
Estadista contemporâneo, presidente de conselho de ministros, ministro e secretário de Estado dos Negócios do Reino; conselheiro de Sua Majestade e de Estado.

Nasceu no Alcaide, conc. do Fundão, em 14 de Fevereiro de 1855.

Formou-se em Direito na Universidade de Coimbra em 1875. Entrando na carreira administrativa, tem desem...
[Ler mais...]

Infante D. Francisco
Francisco (D.). Infante de Portugal
Nasceu a 25 de Maio de 1691.
Faleceu a 21 de Julho de 1742.

3.º filho de de D. Pedro II, e de sua segunda mulher, D. Maria Sofia de Neuburgo.

Nasceu em Lisboa a 25 de Maio de 1691, fal. em 21 de Julho de 1742, na quinta de Bernardo Freire de Sousa junto a Óbidos. (V. Gazeta d...
[Ler mais...]

Filipe III
Filipe IV de Espanha e III de Portugal.
Nasceu a 8 de Abril de 1605
Faleceu a 7 de Setembro de 1665

O Grande. Nasceu em Madrid a 8 de Abril de 1605, onde também faleceu a 7 de Setembro de 1665. Era filho de Filipe III, de Espanha, e da rainha sua mulher, D. Margarida de Áustria.

Em 14 de Julho de 1619 foi jurad...
[Ler mais...]

Filipe II
Filipe III de Espanha e II de Portugal.
Masceu em 1578
Faleceu a 31 de Março de 1621

O Pio. Nasceu em Madrid em 1578, onde também faleceu em 31 de Março de 1621. Era filho de Filipe II, e de sua quarta mulher, D. Ana de Áustria.

Subiu ao trono em 1598, contando 20 anos de idade. Tinha um carácter fraco, apático e...
[Ler mais...]

Filipe I
Filipe II de Espanha e I de Portugal.
O Prudente.
Nasceu em 1527
Faleceu a 13 de Setembro de 1598

Nasceu em Valladolid em 1527, faleceu no Escurial a 13 de Setembro de 1598. Era filho de Carlos V, imperador da Alemanha, e da imperatriz D. Isabel, filha de el-rei D. Manuel, de Portugal.

Casou em 15 de Novemb...
[Ler mais...]

Conde da Feira
D. Miguel Pereira Forjaz Coutinho Barreto de Sá e Resende
nasceu a 1 de Novembro de 1769
faleceu a 6 de Novembro de 1827

Tenente general, etc. Nasceu em 1 de Novembro de 1769, fal. a 6 de Novembro de 1827. Era filho de D. Diogo Pereira Forjaz Coutinho Barreto de Sá e Resende, que foi coronel de cavalaria, governador e capitão...
[Ler mais...]

António Feijó
Bacharel formado em Direito pela Universidade de Coimbra ; poeta, diplomata, ministro plenipotenciário de Portugal na Suécia, etc.

Nasceu em Ponte de Lima, no ano de 1862.

Terminou o curso em 1883, e pouco tempo depois entrou na carreira diplomática. Em 30 de Julho de 1885 ficou aprovado no concurso de segundos oficiais e de...
[Ler mais...]

Manuel Fernandes Tomás
Um dos heróis dos acontecimentos políticos de 1820.
Nasceu na Figueira da Foz a 30 de Junho de 1771, faleceu em Lisboa na antiga rua do Caldeira N.º 2, a Santa Catarina, a 19 de Novembro de 1822.

Era filho de João Fernandes Tomás e de Maria da Encarnação, os quais à vista do engenho precoce que o moço revelara, o mandaram para Coi...
[Ler mais...]

D. Fernando II
Duque de Saxe-Coburgo-Gotha; rei de Portugal pelo seu casamento com a rainha D. Maria II. 0 seu nome completo era Fernando Augusto Francisco António. N. em Coburgo a 29 de Outubro de 1816, fal. em Lisboa, no paço das Necessidades, a 15 de Dezembro de 1885. Era filho do príncipe Fernando Jorge Augusto o duque de Saxe-Coburgo-Gotha, e de sua mulher, ...
[Ler mais...]

Agostinho José Freire
Bacharel formado em Matemática pela Universidade de Coimbra; ministro e conselheiro de Estado, deputado, par do reino, major do exército, etc. N. em Évora a 28 de Agosto de 1780, fal. em Lisboa a 4 de Novembro de 1836.

Ainda muito criança veio para Leiria com seu pai, que tinha igual nome, e ali frequentou os primeiros estudos; seguiu de...
[Ler mais...]

Luciano Freire
Professor e académico de mérito da Academia Real das Belas Artes, de Lisboa. Nasceu na mesma cidade em 1864, cursou a referida Academia Real de Belas Artes, onde concluiu em 1886 o curso de pintura histórica, completando os seus estudos em sucessivas viagens ao estrangeiro.

Debutou na exposição da Sociedade Promotora de Belas Artes, em 1...
[Ler mais...]

José Estevão Coelho de Magalhães
Notável orador político, bacharel formado em Direito pela Universidade de Coimbra, jornalista, deputado, etc.

N. em Aveiro a 26 de Novembro de 1809, fal. em Lisboa a 3 de Novembro de 1862. Era filho do médico Luís Cipriano Coelho de Magalhães (V. este nome), e de sua mulher, D. Clara Miquelina de Azevedo Leitão.

Quando em 18...
[Ler mais...]

D. Luís de Menezes
Comendador das comendas de S. Cipriano de Angueira, S. Martinho de Frazão e S. Bartolomeu da Covilhã, todas na ordem de Cristo; general de artilharia; e vedor da Fazenda no reinado de D. Pedro II, cujo. partido seguiu nas discórdias e intrigas palacianas, que originaram a deposição de D. Afonso VI, etc.

N. em Lisboa a 22 de Julho de 163...
[Ler mais...]

 
Livro de visitas
Enviado por: Valeria Souto Maior
Rio de Janeiro Brasil

Estou muito feliz!
Foi por acaso que encontrei vocês.
Com muita curiosidade fui clicando cada pedacinho do link.
Chorei de emoção. Pude relembrar as conversas de minha infância.
Meus avós eram portugueses (Viana do Castelo, Vila Real, Sever do Vouga) e meus pais contam as recordações deles.
Emocionei quando li a biografia de D.Pedro IV, o nosso querido D. Pedro I. Ele é muito admirado no Brasil. Um Rei popular, integrado aos costumes do novo continente.
Revi locais que visitei em 1999, quando aí estive.
Hoje, também, sou portuguesa. Tenho dupla cidadania. Tornei oficial o meu amor por Portugal.
Parabéns! E ao Canto da Terra o agradecimento da emoção.

[Mais comentários...]    [Escrever comentário...]
 
 
O Cantos da Terra apoia a iniciativa da 91FM (Caldas da Rainha) no programa "Imatéria" de Luís Beja.
 
Gato escondido com o rabo de fora.

Programação da rádio


 

 

© 2003-2021 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
12400895 páginas visitadas - 44 visitantes ligados
Contacte-nos