Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
 • Letras de: Rui Veloso.

2564 letras disponíveis para consulta

(estas letras no seu site...clique aqui!)
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
Rui Veloso - Inimiga de classe
Letra de: Carlos Tê
Música de: Rui Veloso
 
eu era um combatente de causas meritórias
meu verbo inteligente floria em oratórias
eu era mais austero que monge ou faquir
eu odiava veludo eu não sabia rir

um dia tu chegaste vinda dos lugares
onde brilha o podernas gemas dos colares
olhando como quem não vê quem mais ali passasse
e logo ali fiz de ti uma inimiga de classe

uma inimiga de classe

depois de um volte-face dos que só há em novela
perdi toda a firmeza quase virei cinderela
e num instante de glória foste princesa que olhou
ao materialismo da história o amor se adiantou

comi na tua mesa bebendo teus movimentos
e como um escanção provei-te em tragos lentos
analisei com cuidado o fundo do teu coração
e depois de analisado não vi sinal de exploração

uma inimiga de classe

toda essa bastilha que eu tinha em mim inflamada
tremeu de maravilha abriu mesmo pela fachada
tu mudaste a minha vida em cento e oitenta graus
torceste-me as raízes por ti juntei-me aos maus

agora não sei quem sou não sei mais o que fazer
sei que me aburguesaste com o teu savoir-faire
sentado nos teus sofás de criador afamado
eu canto os amanhãs e não me sinto culpado
 
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
 
Outras letras de: Rui Veloso
• A gente não lê
• A Ilha
• A origem do mal
• A Rapariguinha do shopping
• Afurada
• Ai quem me dera a mim rolar contigo num palheiro
• Arménio (o trolha da Areosa)
• As regras da sensatez
• Avenidas
• Baile da paróquia
• Bairro do Oriente
• Balada da Fiandeira
• Caminhando até ti
• Cavaleiro andante
• Chico fininho
• Corações periféricos
• Do meu vagar
• Donzela diesel
• Elegia sanjoanina
• Estrela de Rock and Roll
• Fado do ladrão enamorado
• Fio de beque
• Inimiga de classe
• Já não há canções de amor
• Lado lunar
• Não há estrelas no céu
• No domingo fui às antas
• O prometido é devido
• O que eu quero ser quando for grande
• Paixão
• Porto Côvo
• Porto sentido
• Saíu para a rua
• Sei de uma camponesa
• Todo o tempo do mundo
• Um café e um bagaço

 
 
Quem não tem cão caça com gato.


 

 

© 2003-2024 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
15780287 páginas visitadas - 147 visitantes ligados
Contacte-nos