Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
 • Letras de: Camané.

2564 letras disponíveis para consulta

(estas letras no seu site...clique aqui!)
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
Camané - Fado da vendedeira
Letra de: Aldina Duarte
Música de: Manuel Maria
 
vendedeira que apregoas
entre muitas coisas boas
uma vida de cansaço
rua abaixo, rua acima
ligeireza de menina
com vaidade no teu passo


hoje fruta, amanhã flores
ao sabor dos teus amores
tua voz tu vais moldar
ora triste, ora contente
se a falar ficas diferente
não te negas a mostrar


no inverno és calor
com certeza sem favor
nunca paras com o frio
o teu lenço cai no xaile
como quem dança no baile
num perfeito desvario


na cintura bem marcado
em teu colo pendurado
o avental é um carinho
a brilhar por tanta rua
a saudade é toda tua
quando mudas de caminho
 
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
 
Outras letras de: Camané
• A cantar é que te deixas levar
• A luz de Lisboa (Claridade)
• À mercê de uma saudade
• A minha rua
• A saudade aconteceu
• Acordem as guitarras
• Ah quanta melancolia
• Aquela triste e leda madrugada
• Balada
• Canção
• Complicadíssima teia
• Disse-te adeus
• Dor Repartida
• Ela tinha uma amiga
• Elegia do amor
• Escada sem corrimão
• Esquina de rua
• Esta contínua saudade
• Estranho fulgor
• Eu não me entendo
• Fado da recaída
• Fado da sina
• Fado da tristeza
• Fado da vendedeira
• Fado Penélope
• Fado Sagitário
• Fecho os olhos p´ra dar
• Filosofias
• Guitarra, guitarra
• Guitarras de Lisboa
• Mais um fado no fado
• Marcha do Bairro Alto - 1995
• Maria
• Maria II
• Memórias de um chapéu
• Mote
• Não posso
• Não sei
• Noite Apressada
• O espaço e o tempo

 
 
Ao arrendar cantar e ao pagar chorar.


 

 

© 2003-2024 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
15779972 páginas visitadas - 138 visitantes ligados
Contacte-nos