Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
 • Letras de: Alfredo Marceneiro.

2564 letras disponíveis para consulta

(estas letras no seu site...clique aqui!)
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
Alfredo Marceneiro - Bairros de Lisboa
Letra de: Carlos Conde
Música de: Fado Pagem de Alfredo Marceneiro
 
vamos ambos pela mão
de duas rimas de fado
aos bairros com tradição
da boémia e do passado
não quero entrar em despique
mas se o quizesse fazer
seria campo d´ourique
o primeiro a inaltecer

mas o bairro de mais fama
mais fadista mais marujo
é a linda e velha alfama
do norberto de araújo
lembra mais a nostalgia
embora do mesmo agrado
dum resto de mouraria
que ainda tem sabor a fado

bairros que o povo acarinha
tornam mais bela e fagueira
esta lisboa vélhinha
tão vélhina e menineira
esse povo audaz boémio
que viveu em sobressalto
era amigo, era irmão gémeo
dos faias do bairro alto

entre os bairros de lisboa
há um que é sempre criança
vê lá bem se a madragoa
não vive cheia de esperança
no pensamento nos passa
essa boémia sem par
que foi de belém á graça
de benfica ao lumiar


a tradição nunca finda
ainda ninguém a matou
e o presente vive ainda
do passado que ficou
e pronto a volta está finda
para que andar mais á toa
se lisboa é toda linda
se o nosso bairro é lisboa
 
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
 
Outras letras de: Alfredo Marceneiro
• A Casa da Mariquinhas
• Amor de mãe
• Amor é água que corre
• Bairros de Lisboa
• Bêbado pintor
• Cabaré
• Conceito
• Depois do Leilão
• Despedida
• Fado bailado
• Fado cravo
• Fado da balada
• Já sabem da Mariquinhas
• Janela da vida
• Laranjeira florida
• Lembro-me de ti
• Menina do mirante
• Mocita dos caracois
• O Leilão da Mariquinhas
• O louco
• O Marceneiro
• O pagem
• O Pierrot
• O remorso
• O Testamento da Mariquinhas
• Tricana
• Viela

 
 
Águas verdadeiras, por S. Mateus as primeiras.


 

 

© 2003-2024 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
15848073 páginas visitadas - 258 visitantes ligados
Contacte-nos