Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
 • Letras de: Eugénia Melo e Castro.

2564 letras disponíveis para consulta

(estas letras no seu site...clique aqui!)
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
Eugénia Melo e Castro - Em milímetros
Letra de: Eugénia Melo e Castro
Música de: Kleiton Ramil
 
vou-te condensar numa caixa de 2 por 3
vou-te atirar de uma altura de 10 por 100
razões de sobra e de largo
sem medir o comprimento
sem saber se chegas bem no momento
engoles vento
dás-me ar novo ao mesmo tempo

vou-te separar a cabeça do outro lado
vou-te amarrar uma pedra, deitar-te ao fundo
fazer como faz a terra
andar à roda, seguir
sem saber se ficas mal no momento
fora de tempo
dás-me saudades de rir

dás-me vontade de acabar um grito
depois calar a cidade e ouvir
dás-me a metade de mim sem quebrar
depois fazer a vontade e sair

sair para fora
entrar para dentro
ser normal e bem ao mesmo tempo

sair por fora
entrar por dentro
ser normal e bem ao mesmo tempo
depois calar a cidade e ouvir
dás-me metade de mim sem quebrar
depois fazer a vontade e sair
dás-me vontade de acabar um grito

gritar para fora
gritar para dentro
ser normal e bem ao mesmo tempo
sair por fora
entrar por dentro
ser normal e bem ao mesmo tempo

vou-te condensar numa caixa de 2 por 3
vou-te transformar em milímetros 1, 2, 3...
 
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
 
Outras letras de: Eugénia Melo e Castro
• A cor do ar
• A dança da Lua
• Águas de todo o ano
• Ao cair da tarde
• Cais
• Caso de amor
• Cobra-Aranha
• Começo de Mar
• Difrença horária
• Duas cidades
• Duas cidades
• É assim
• Em milímetros
• Fora da terra
• Lugar sem fim
• Magicamente
• Meu e assim
• Que amor não me engana
• Terra de Mel
• Um gosto de Sol
• Uma canção
• Vaga no azul
• Velho Mar
• Vira virou

 
 
Obra de vilão, deitar pedra e esconder a mão.


 

 

© 2003-2024 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
15828676 páginas visitadas - 58 visitantes ligados
Contacte-nos