Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
 • Letras de: Amélia Muge.

2564 letras disponíveis para consulta

(estas letras no seu site...clique aqui!)
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
Amélia Muge - Sono de ser
Letra de: Fernando Pessoa
Música de: Amélia Muge
 
bóiam leves, desatentos,
meus pensamentos de mágoa,
como, no sono dos ventos,
as algas, cabelos lentos
do corpo morto das águas.

bóiam como folhas mortas
à tona de águas paradas.
são coisas vestindo nadas,
pós remoinhando nas portas
das casas abandonadas.

sono de ser, sem remédio,
vestígio do que não foi,
leve mágoa, breve tédio,
não sei se pára, se flui;
não sei se existe ou se dói.

vestígio do que não foi,
não sei se existe ou se dói.
sono de ser, sem remédio,
leve mágoa, breve tédio,
não sei se pára, se flui;
não sei se existe ou se dói.
 
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
 
Outras letras de: Amélia Muge
• A Irmandade dos Sonhos
• A Monte I
• O Encontro
• O Fado da Sereia
• Quem à janela
• Se não tenho outra voz
• Sono de ser

 
 
Quem deve a Pedro e paga a Gaspar, volta a pagar.


 

 

© 2003-2024 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
15656704 páginas visitadas - 59 visitantes ligados
Contacte-nos