Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
 • Letras de: Sérgio Godinho.

2564 letras disponíveis para consulta

(estas letras no seu site...clique aqui!)
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
Sérgio Godinho - Romance de Um Dia na Estrada
Letra de: Sérgio Godinho
Música de: Sérgio Godinho
 
andava há já vinte dias
ao frio, ao vento e à fome
às escondidas da sorte
um dia fraco, outro forte
que o dia em que se não come
é um dia a menos para a morte
um dia fraco, outro forte

quando um barulho de cama
a voltar-se de impaciente
me fez parar de repente
era noite e o casarão
não tinhas lados nem frente
dentro havia luz e pão
me fez parar de repente

ó da casa, abram-me a porta
fiz as luzes se apagarem
cheguei-me mais à janela
vi acender-se uma vela
passos de mulher andarem
e uma mulher muito bela
chegou-se mais à janela

não tenhas medo, eu não trago
nem ódio nem espingardas
trago paz numa viola
quase que não fui à escola
mas aprendi nas estradas
o amor que te consola
trago paz numa viola

meu marido foi pra longe
tomar conta das herdades
ela disse "companheiro"
eu disse "vem", ela "tu primeiro"
"tu que me falas de estradas"
"e eu só conheço um carreiro"
ela disse "companheiro"

a contas com a nossa noite
afundados num colchão
entre arcas e um reposteiro
descobrimos um vulcão
era o mês de fevereiro
e o inverno se fez verão
descobrimos um vulcão

e eu que falava de estradas
e só conhecia atalhos
e ela a mostrar-me caminhos
entre chaminés e orvalhos
pela manhã, sem agasalhos
voltei a rumos sozinhos
e ela a mostrar-me caminhos

andarei mais vinte dias
ao frio, ao vento e à fome
às escondidas da sorte
um dia fraco, outro forte
que o dia em que se não come
é um dia a menos para a morte
um dia fraco, outro forte
um dia fraco, outro forte
 
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
 
Outras letras de: Sérgio Godinho
• A Barca dos Amantes
• A Boca do Lobo
• A Carolina
• A Carroça dos Poetas
• A Face Visível Da Lua
• A linda Joana
• A Minha Cachopa
• A Noite Passada
• A Paixão do velho Pires, o Marinheiro
• A Última Sessão
• A Vida É Feita de Pequenos Nadas
• A-A-E-I-O
• Aguenta Aí
• Alice No País Dos Matraquilhos
• Amores de Marta
• Antes o Poço da Morte
• Aos Amores
• Aprendi a Amar
• Arranja-me um emprego
• As Armas do Amor
• As Certezas do Meu Mais Brilhante Amor (Coisas do Amor I)
• As Dúvidas do Gaspar
• As Horas Extraordinárias
• Assim Como Um Postal Para o Canadá
• Até Domingo Que Vem
• Bacalhau Basta
• Balada da Rita
• Balada das Descobertas
• Barnabé
• Bate Coração
• Benvindo Sr. Presidente
• Bíblias de um Deus Ateu
• Bico Calado
• Bom Prazer
• Canção dos abraços
• Canção dos palhaços
• Cantiga da Velha Mãe e dos Seus Dois Filhos
• Cantiga do Camolas
• Cão Raivoso
• Caramba

 
 
Pelo voo se conhece a ave.


 

 

© 2003-2024 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
15656798 páginas visitadas - 73 visitantes ligados
Contacte-nos