Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
 • Letras de: Paulo Ribeiro.

2564 letras disponíveis para consulta

(estas letras no seu site...clique aqui!)
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
Paulo Ribeiro - A Terra à beira da noite
Letra de: Martinho Marques
Música de: Paulo Ribeiro
 
com o vagar da sombra na lonjura
que a tarde entorna sobre o descampado,
a distância prolonga-se e perdura
para além deste tempo limitado.

vem de longe o aroma a terra pura
repetir as lavoiras do passado
e eu sou a mais estranha criatura
sobre a terra que sonha o céu estrelado.

o poente põe luzes na cidade,
mas a cidade nem sequer supõe
a luz dolente que o poente encerra.

nada me sei, todo me sinto e há-de
ser sempre assim que o sol quando se põe
me põe a mim a prolongar a terra.
 
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
 
Outras letras de: Paulo Ribeiro
• A Margarida
• A Terra à beira da noite
• Afã
• Aqui tão perto do sol
• Cantiga do tempo novo
• Ceifeiras
• Ó moço se fores ao monte
• O vinho mais doce
• Por um copo de vinho
• Por um só dia
• Sem ti
• Tudo o que sinto por ti
• Vai-se o sol e vem a lua

 
 
Em Abril, vai onde deves ir, mas volta ao teu cuvil.


 

 

© 2003-2024 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
15927507 páginas visitadas - 21 visitantes ligados
Contacte-nos