Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
 • Letras de: José Afonso (Zeca).

2564 letras disponíveis para consulta

(estas letras no seu site...clique aqui!)
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
José Afonso (Zeca) - Ó Vila de Olhão
Letra de: José Afonso
Música de: José Afonso
 
ó vila de olhão
da restauração
madrinha do povo
madrasta é que não
com papas e bolos
engana o burlão
os que de lá são
e os que pra lá vão
e os que pra lá vão
e os que pra lá vão *

ó flor da trapeira
ó rosa em botão
tuas cantaneiras
bem bonitas são

larga ó pescador
o que tens na mão
que o peixe que levas
é do teu patrão
é do teu patrão
é do teu patrão

limpa o teu suor
no camisolão
que o peixe que levas
é do cais de olhão

vem o mandarim
vem o capitão
paga o pagador
não paga o ladrão
não paga o ladrão
não paga o ladrão

ó vila de olhão
da restauração
madrinha do povo
madrasta é que não

quem te pôs assim
mar feito num cão
foi o tubarão
foi o tubarão
foi o tubarão

mulher empregada
diz o povo vão
que aquela empreitada
não dá nada não

ó vila de olhão
da restauração
madrinha da povo
madrasta é que não
madrasta é que não
madrasta é que não

ó pata descalça
deixa-me da mão
que os da tua raça
já não pedem pão

passa mais um dia
todos lembrarão
passa mais de um ano
já não pedem pão

ó vila de olhão
da restauração
madrinha do povo
madrasta é que não
 
 
««« Voltar | Versão de impressão Versão para impressão
 
 
Outras letras de: José Afonso (Zeca)
•  Qualquer Dia
• A acupunctura em Odmira
• A Cidade
• A formiga no carreiro
• A Morte saiu à rua
• A Mulher da Erva
• A presença das formigas
• Achégate a Mim, Maruxa
• Adeus Ó Serra da Lapa
• Agora
• Ailé Ailé
• Ailé! Ailé!
• Alegria da Criação
• Ali está o rio
• Alípio de Freitas
• Altinho
• Altos Castelos
• Amor de Estudante
• Arcebispada
• As noivas dos bilros
• As Pombas
• As Sete Mulheres do Minho
• Avenida de Angola
• Bailia
• Balada Aleixo
• Balada do Outono
• Balada do sino
• Benditos
• Canção da paciência
• Canção de embalar
• Canção do Desterro (Emigrantes)
• Canção do Mar
• Canção do Vai... e Vem
• Canção Longe
• Canta Camarada
• Canta o Colie
• Canta o juiz
• Cantar alentejano
• Cantares de Andarilho
• Cantiga do Monte

 
 
Quando Maio chegar, quem não arou tem de arar.


 

 

© 2003-2024 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
15656766 páginas visitadas - 68 visitantes ligados
Contacte-nos