Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
Monumentos
Castelo de Torres Vedras
Segundo Pinho Leal, a primitiva fortificação de Torres Vedras teria sido construída pelos Godos ou Alanos, mais tarde reedificada e ampliada pelos Mouros.

No entanto, o cimento que reveste uma das cisternas, várias moedas e lápides, que se encontram no Museu Municípal, atestam a presença dos Romanos em Torres Vedras e a maior antiguidade...
[Ler mais...]

Palácio da Pena
O Palácio Nacional da Pena (também chamado Castelo da Penha) é um dos castelos senhoriais mais bonitos de Portugal, construído durante o século XIX por ordem real, e segundo o estilo Neo-Romântico em voga na época.

A evocação do famoso Castelo de Neuschwanstein, na Baviera, é notória. Por toda a parte se vêm também motivos Árabes: azulej...
[Ler mais...]

Castelo dos Mouros
O Castelo de Sintra, também conhecido como Castelo dos Mouros, situa-se num dos cumes da serra de Sintra, no Distrito de Lisboa, em Portugal.

Testemunho da presença islâmica na região durante mais de quatro séculos, acede-se ao monumento, visível já da vila de Sintra, subindo a Rampa da Pena, um caminho sinuoso que corre pelo interior da...
[Ler mais...]

Forte de S. Julião da Barra
Localização: S. Julião da Barra, Avenida Marginal, Oeiras

Dados Históricos: Notável exemplo de fortificação, cujas obras de construção foram iniciadas no século XVI, no reinado de D. João III. Cruzava fogo com a Torre do Bugio.

Ao longo dos séculos o forte foi ampliado, alterado e adaptado a novos usos.

Dentro das s...
[Ler mais...]

Torre do Bugio
(Fortaleza de S. Lourenço da Cabeça Seca)

As obras desta original fortaleza circular foram iniciadas no século XVI, sob a direcção de Frei Vicêncio Casale. Está localizada num cabeço de areia na foz do rio Tejo, em frente ao Forte de São Julião da Barra.

Os trabalhos de construção da fortaleza prosseguiram durante a Restauraçã...
[Ler mais...]

Castelo de Mafra
O Castelo de Mafra, ou o que dele resta, ergueu-se provavelmente sobre um povoado neolítico, sucessivas vezes reocupado até à Idade do Ferro. Os achados ocasionais realizados no interior do perímetro quase oval da antiga fortaleza e nas suas imediações demonstram a existência de um relativamente modesto aglomerado romano que sucedeu ao oppidum indí...
[Ler mais...]

Torre de S. Vicente de Belém
A torre de S. Vicente de Belém (Torre de Belém) foi mandada edificar por D. Manuel I no tempo das Descobertas. O seu arquitecto foi Francisco Arruda.

Do seu amplo terraço, os canhões cruzavam fogo com o Forte Velho da Caparica, hoje completamente em ruínas, defendendo assim Lisboa de ataques inimigos por via marítima.

Exibe um...
[Ler mais...]

Castelo de S. Jorge
Declarado Monumento Nacional em 1910, pouco antes da implantação da República, o Castelo de São Jorge ergue-se na mais alta colina de Lisboa e foi desde muito cedo um espaço aprazível para a ocupação humana, datando do século II a.C. a primeira fortificação conhecida.

Intervenções arqueológicas recentes, permitiram registar testemunhos d...
[Ler mais...]

Forte de Peniche
O antigo lugar da Ribeira d´Atouguia, extremo ocidental de Portugal, constituía-se em um ponto-chave para acesso aos principais centros portugueses (Leiria, Óbidos, Santarém, Torres Vedras e Lisboa), nessa qualidade tendo estado envolvida em diversos episódios da História de Portugal. Alvo constante de ataques de corsários ingleses, franceses e arg...
[Ler mais...]

Castelo de Óbidos
Óbidos é uma vila portuguesa que se desenvolveu dentro de muralhas, isto é, uma alcáçova. Da nova Auto-Estrada do Oeste (A8) tem-se uma vista fantástica!

A entrada na vila faz-se por umas portinhas estreitas para carros, e o trânsito dentro das muralhas está condicionado. Por isso, se for a Óbidos de automóvel, deixe-o num dos parques de...
[Ler mais...]

Forte de S. Miguel Arcanjo
O Forte de S. Miguel Arcanjo foi construído para defesa da costa. Conta hoje com um farolim para auxílio à navegação.

Situado no extremo oeste do promontório do Sítio, é senhor de uma vista imponente, desde S. Pedro de Moel a norte, até Peniche e a Berlenga a sul. Em frente ao mesmo encontra-se um dos emblemas da Nazaré: a Pedra do Guilh...
[Ler mais...]

Castelo de Leiria
Mandado construir por D. Afonso Henriques e várias vezes ocupado pelos Mouros, sendo restaurado em 1144, o castelo de Leiria foi várias vezes palco de acontecimento históricos. Este castelo preserva ainda hoje a sua imponente beleza.

Edificado em posição dominante sobre a primitiva povoação e o rio Lis, este belo e imponente castelo medi...
[Ler mais...]

Castelo de Alcobaça
O castelo de Alcobaça está edificado sobre um monte com cerca de 70 metros de altura, do lado poente do Mosteiro. Devido ao seu avançado estado de degradação, pode de dia passar despercebido ao viajante menos atento, mas de noite, com a iluminação, é um espectáculo digno de se ver.

Seja como for, vale sempre a subida (a pé ou de carro),...
[Ler mais...]

Castelo de Vilar Maior
Classificado como Imóvel de Interesse Público - D.L. nº 2/96 de 6/3/1996. Relativamente à época da sua fundação colocam-se várias hipóteses: castro pré-romano, fortaleza romana e árabe. Terá sido reedificado por D. Afonso IX de Leão. Todavia o dado menos controverso diz respeito à sua reedificação por D. Dinis, cerca de 1296, ainda que a sua fundaç...
[Ler mais...]

Castelo de Vila do Touro
O castelo teria sido fundado pelos Templários cerca de 1221. Posteriormente seria reedificado por D. Dinis, integrando talvez uma Torre de Menagem.

Apenas subsistem alguns panos de muralhas em ruínas, bem como uma porta em arco quebrado, a Porta de S. Gens, abobadada e parcialmente entaipada.
[Ler mais...]

 
Biografias de artistas
Fernando Farinha
Talvez poucas pessoas saibam que esta figura tão típica da cidade de Lisboa e da sua memória nasceu, afinal, no Barreiro, em 1928. O seu pai, barbeiro, decide tentar a sorte na capital e, com 8 anos, o pequeno Fernando vem viver para o bairro do Bica.

No ano seguinte canta pela primeira vez em público, num concurso entre bairros. Triunfa...
[Ler mais...]

Deolinda Rodrigues
Talento precocemente revelado de fadista, Deolinda Rodrigues nasce em Lisboa, em Telheiras, então um aldeamento de cariz rural às portas de Lisboa. Cedo perde a mãe e a família vive com dificuldades. É na Sociedade de Recreio União Familiar de Telheiras que dá os seus primeiros passos como cantora de fados, ainda criança.

As suas quali...
[Ler mais...]

Carlos Ramos
Alfacinha de gema, Carlos Ramos tornou-se num dos fadistas mais queridos do público português, graças à sua voz quente e à sua postura modesta e discreta - e ao anormal número de grandes êxitos que teve, aliás ligados à popularidade crescente do disco e da televisão, meios de comunicação que explorou com grande sucesso no início da década de sessen...
[Ler mais...]

Armandinho
Armando Augusto Freire de seu verdadeiro nome, Armandinho foi uma figura de importância sem igual na evolução do fado em Portugal. Verdadeira ponte entre duas eras e duas concepções do fado - o século XIX, com a sua conotação marginal e trágica, e o século XX com a popularização do género finalmente abraçado pelo grande público - deveu-se-lhe um no...
[Ler mais...]

António Mourão
Nascido em 1936, no Montijo, António Mourão parece destinado a uma vida de operário. O seu gosto pelo canto revela-se quando decide aproximar-se do mundo dos fados, em Lisboa. Assistindo a espectáculos na Parreirinha de Alfama, põe-se um dia espontaneamente a cantar. É um sucesso e fica logo ali contratado.

Em 1965 estreia-se na revista ...
[Ler mais...]

Alice Amaro
Incidentalmente fadista, é sobretudo conhecida pelas suas interpretações de marchas. De inconfundível cabeleira loura, nasceu em Alfama, Lisboa, no ano de 1936. Desde miúda gostava de cantar. É outra "colheita" do Centro de Preparação de Artistas de Rádio, dirigido por Motta Pereira.

Cantora muito comunicativa, Alice Amaro vai conquista...
[Ler mais...]

Alberto Ribeiro
Nasceu em Ermesinde em 29 de Fevereiro de 1920, de uma família de artistas. Um irmão e uma irmã também cantavam e fizeram carreiras embora mais discretas.
Mas ALBERTO RIBEIRO com a sua voz extensa, de grande facilidade nos agudos, de timbre quente, podia ter sido, em qualquer parte do mundo, um enorme cantor. Em Portugal ainda hoje é recordado...
[Ler mais...]

Ada de Castro
O bairro de Alfama viu-a nascer, em 1937. Conjugando o fado às marchas, Ada de Castro percorrerá o circuito das casas de fado, tendo gravado parte do repertório próprio já tarde na sua carreira.


PRINCIPAIS ÊXITOS:
Na Hora da Despedida, A Severa Que Me Diga, O Meu Amor É Forcado, Alguém Mandou-me Violetas
[Ler mais...]

Anita Guerreiro
Uma das atracções mais típicas e queridas da revista, Anita Guerreiro continua ainda hoje a trabalhar e a ser uma autêntica preferida do público, embora actualmente na televisão, onde participa regularmente em telenovelas e séries de comédia.

Tal como muitos outros, Anita Guerreiro começou, com apenas sete anos, por ser uma das "miúdas",...
[Ler mais...]

Paulo de Carvalho
Dele se diz, numa única palavra, tudo o que há para dizer: a "Voz". Paulo de Carvalho mereceu, ao longo de mais de três décadas de carreira, este epíteto.

Curiosamente a sua carreira musical não começa exactamente pelo canto, mas sim pela percussão, nos célebres Sheiks, onde era baterista, fazendo back-vocals. Carlos Mendes era o vocalis...
[Ler mais...]

Nuno da Câmara Pereira
Nascido em Lisboa em 1951, Nuno da Câmara Pereira pertence a uma família de fadistas. É sobrinho de Maria Tereza de Noronha e primo de Vicente da Câmara, João da Câmara e Frei Hermano da Câmara.

A primeira actuação pública de Nuno da Câmara Pereira faz-se em 1977, no Coliseu dos Recreios de Lisboa, num espectáculo de variedades. Começa a...
[Ler mais...]

Mísia
Os japoneses, os sul-coreanos e os espanhóis adoram os fados desta cantora portuguesa, filha de pai portuense e de mãe catalã, talvez mais que os seus próprios conterrâneos.

Susana, o nome próprio de Mísia, começou por cantar em Madrid no final dos anos oitenta. Emprestava a sua voz aos fados de Amália e a canções de Joan Manoel Serrat, ...
[Ler mais...]

José Cid
A primeira fase da carreira de José Cid é pioneira na busca de soluções musicais, em ruptura com as correntes estéticas dominantes.

Enquanto líder e inspirador musical do Quarteto 1111, José Cid prima pela originalidade dos seus arranjos, próximos do psicadelismo do movimento hippye, e pela ousadia social das letras das canções.
...
[Ler mais...]

João Maria Tudela
Filho de família brasonada e de haveres, João Maria Tudela nasce em Moçambique, em 1929. Até aos 13 anos estuda na África do Sul. Mais tarde, em Lourenço Marques, começa a actuar como solista no Liceu Salazar.

Tocava piano, guitarra, viola e harmónica vocal sem saber música! A sua vinda para Coimbra, como estudante, vai acentuar a sua t...
[Ler mais...]

João Braga
João de Oliveira e Costa Braga, natural de Alcântara, Lisboa, onde nasceu em 1945, foi, desde o início da sua carreira, no final dos anos sessenta, um dos adeptos mais profundos do fado de raiz aristocrática e clássica. Disso são exemplo álbuns como É Tão Bom Cantar o Fado (1967).

João Braga conheceu uma carreira prestigiada após o 25 de...
[Ler mais...]

 
Personagens carismáticos da história de Portugal
D. João I - Mestre de Avis
D. JOÃO, MESTRE DE AVIS
Libertador e estadista (1357-1433)

1357: Nasce D. João, filho bastardo de D. Pedro I - 1363: Apenas com 6 anos, é agraciado com o Mestrado de Avis. - 1383: D. João mata o Conde de Andeiro, valido de D. Leonor Teles, viúva do Rei D. Fernando (meio-irmão de D. João) e que se prepara para entregar o trono portu...
[Ler mais...]

D. João II
Estadista, 1455-1495

1455: Em Lisboa, nasce o filho primogénito de D. Afonso V e de D.Isabel, filha do infante D. Pedro, tio do rei, que viria a reinar sob o nome de D. João II.

1471: Acompanha o pai na expedição a Arzila, sendo aí armado cavaleiro. -

1473: Casa com D. Leonor, filha do infante D. Fernando.
[Ler mais...]

D. Carlos I
32º Rei de Portugal. Nasceu em Lisboa a 28 de Setembro de 1863, sendo baptizado ria igreja de S. Domingos em 19 de Outubro do mesmo ano.

É filho primogénito de el-rei D. Luís I e da rainha senhora D. Maria Pia de Sabóia; neto paterno de D. Fernando de Saxe­Coburgo-Gotha e da rainha D. Maria II; neto materno do rei de Itália Vítor Manuel...
[Ler mais...]

Bento de Jesus Caraça
Matemático, professor, político: 1901- 1948

1901: Nasce a 18 de Abril em Vila Viçosa. - 1902: É levado para as Aldeias de Montoito, onde o pai é feitor. - 1911: Termina a escola primária com distinção. Vai para o Liceu em Santarém. - 1913: Vai para Lisboa. Frequenta o Liceu Pedro Nunes. - 1918: Inscreve-se no Instituto Superior de Ciênci...
[Ler mais...]

Bartolomeu Dias
Célebre navegador português, descendente de Dinis Dias. Ignora-se onde e quando nasceu. Em 1486, confiou-lhe D. João II o comando de duas caravelas, de 50 toneladas cada uma, para ir colher notícias do Prestes João.

Descobriu primeiro a angra dos Ilhéus, hoje baía de Spencer, e o cabo das Voltas. Assaltou-o em seguida violento temporal. ...
[Ler mais...]

Bandarra
GONÇALO ANES, O BANDARRA
Sapateiro de Trancoso, trovador, profeta: 1500? - 1556

Em torno de 1500 nasce em Trancoso. - 1530 a 1540: Compõe suas trovas. - 1541: Julgado pelo Tribunal do Santo Ofício, condenado com uma pena leve. Retorna a Trancoso onde vem a falecer em 1556. - 1603: As trovas do Bandarra são impressas pela primeira ...
[Ler mais...]

António Egas Moniz
Médico, investigador, prémio Nobel: 1874 – 1955

1874: António Egas Moniz nasce, em Avanca, concelho de Estarreja, Beira Litoral.
1891: Matricula-se na Universidade de Coimbra.
1899: Forma-se em Medicina.
1908: na sequência do golpe revolucionário de 29 de Janeiro, é preso.
1902: Leitor em Coimbra.
1911: Muda-se...
[Ler mais...]

António Aleixo
Poeta: 1899 - 1949

António Aleixo nasce em 18 de Fevereiro de 1899 em Vila Real de Santo António e falece em 16 de Novembro de 1949 em Loulé.

Foi guardador de cabras, cantor popular de feira em feira, soldado, polícia, tecelão, servente de pedreiro em França, “poeta cauteleiro”.

Apesar de semi-analfabeto deixa a s...
[Ler mais...]

Amato Lusitano
JOÃO RODRIGUES DE CASTELO BRANCO

Amato Lusitano

Judeu português, médico e escritor: 1511 - 1568


1511: Nasce em Castelo Branco (lat. 39.75º N e long. 08.50º W), João Rodrigues. – 1533: João Rodrigues de Castelo Branco, conclui o Curso de Medicina, na Universidade de Salamanca. – 1533/1534: Vive e exerce em L...
[Ler mais...]

Almada Negreiros
Pintor e escritor, 1893 - 1970

1893: Nasce em S.Tomé e Príncipe.
1896: Morte da mãe.
1900: Entra como aluno interno no Colégio dos Jesuítas, em Campolide. O pai casa novamente.
1905: Redige e ilustra jornais manuscritos.
1910 : É extinto o Colégio dos Jesuítas. Vai para Coimbra.
1911: Lisboa. Ingressa na Escola I...
[Ler mais...]

D. Afonso Henriques
1109: Provável ano de nascimento, em Coimbra, do infante Afonso Henriques, filho do conde Henrique de Borgonha e de dona Teresa, bastarda do rei Afonso VI de Castela e Leão.

No mesmo ano morre Afonso VI. Início da disputa entre dona Urraca, a herdeira legítima, dona Teresa e vários outros pretendentes ao trono. A briga pelo poder dura a...
[Ler mais...]

Alves dos Reis
Artur Virgílio Alves dos Reis, nasceu em Lisboa em 1898. Não se sabe muito da sua adolescência, apenas que frequentou o curso de Engenharia Civil, que deixou incompleto por causa de problemas financeiros de seu pai, que faliu.

Em 1916 casou com Maria Luisa Jacobetti de Azevedo, pertencente a uma das muitas familias ricas de Lisboa, e ne...
[Ler mais...]

Manuel Maria Barbosa du Bocage
Manuel Maria Barbosa du Bocage nasceu em Setúbal a 17 de Setembro de 1766. Filho de José Luís Soares de Barbosa um antigo magistrado e de Mariana Joaquina Lestof du Bocage, senhora de origem Francesa.

O seu espírito irrequieto leva-o a abandonar a escola aos 14 anos para se alistar no Regimento de Infantaria 7 em Setúbal. Dois anos mais...
[Ler mais...]

Viriato
Viriato nasceu no inicio do II Século a.C. em algum local entre o Douro e o Tejo provavelmente perto do oceano, embora existam algumas referencias á Serra da Estrela e aos Montes Hermínios. De origem humilde foi pastor desde muito jovem.

Foi o facto de ter vivido bastante tempo na montanha que o tornou num exímio guerreiro, tendo partici...
[Ler mais...]

José do Telhado
O salteador José do Telhado nasceu em Castelões de Recesinhos no Concelho de Penafiel em 1816. Seus pais, Joaquim de Matos e Maria Lentina, eram proprietários da única casa com telhado de telhas, visto que todas as outras casas eram cobertas de colmo.

Já seu Pai tinha por alcunha Joaquim do telhado “... seu pai era o famigerado Joaquim...
[Ler mais...]

 
Livro de visitas
Enviado por: pedro guina
santa comba dão


parabens pela excelente pagina. na verdade, este é um verdadeiro serviço publico. faz o que as televisões teimam em não cultivar. a nossa portugalidade, as nossas tradições, lendas historias.
aproveito para saudar o facto de ter encontrado bastante informação relativamente ao meu local de férias, onde deixo a minha alma presa o ano inteiro:AÇORES. PORTUGAL GENUINO
Cumprimentos
Pedro Guina
Santa Comba Dão

[Mais comentários...]    [Escrever comentário...]
 
 
O Cantos da Terra apoia a iniciativa da 91FM (Caldas da Rainha) no programa "Imatéria" de Luís Beja.
 
O casamento e a mortalha no céu se talha.

Programação da rádio


 

 

© 2003-2021 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
12733911 páginas visitadas - 43 visitantes ligados
Contacte-nos