Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
Açude - Original de João Frazão que integra o CD coletivo CAVAQUINHOS.PT editado pela A. C. Museu Cavaquinho e distribuido pela TRADISOM.
Adquira aqui: https://tradisom.com/cavaquinhos-pt
Monumentos
Castelo de Tomar
Fundado no século XII, depois de cuidadosa escolha de sítio, o castelo de Tomar tinha a finalidade de ser cabeça da Ordem do Templo e de consolidar a posse de territórios conquistados, mas não seguros. Estudaram o assunto dois notáveis estrategas, companheiros de armas e amigos - D. Afonso Henriques e Gualdim Pais, 2º Mestre da Ordem do Templo. <...
[Ler mais...]

Castelo de Portalegre
Ergue-se na parte mais alta da antiga povoação. Foi fundado por D. Dinis em 1290 e modificado posteriormente. Possuía uma dupla muralha que envolvia o perimetro da vila, com doze torres e oito portas (as de Alegrete, de Elvas, de Évora, do Espirito Santo, do Postigo, da Deveza, de S. Francisco e do Bispo). Na porta da Deveza existiam duas torres em...
[Ler mais...]

Castelo de Nisa
Deste castelo apenas sobram ruínas.
[Ler mais...]

Castelo de Marvão
O nome Marvão vem de Marwân, nome do governador Árabe de Coimbra que mandou edificar a "vila onde se vêm os pássaros de costas".

Em 1160 D. Afonso Henriques reconquistou a vila de Marvão aos Mouros. D. Sancho II deu-lhe foral, sendo reconstruída no reinado de D. Dinis.
[Ler mais...]

Castelo de Belver
Monumento Nacional desde 1910, o Castelo de Belver, alcandorado num penhascoso cerro sobranceiro ao rio Tejo, é um dos exemplares mais completos da arquitectura medieval militar existentes no país e peça fundamental do sistema defensivo do território português na luta contra os mouros e na tentativa dos primeiros monarcas em atingir o Alentejo e Al...
[Ler mais...]

Castelo de Barbacena
No contexto da Reconquista cristã da península Ibérica, o rei D. Sancho II (1223-48) conquistou esta povoação aos mouros.

A primitiva edificação do castelo remonta ao reinado de D. Afonso III (1248-79). Posteriormente, D. Manuel (1495-1521) elevou a povoação a Concelho, fazendo reconstruir o seu castelo.

No contexto da Guerra ...
[Ler mais...]

Castelo do Crato
As ruínas do castelo apresentam vestígios Romanos.

O castelo do Crato foi alvo de destruição pelo exército de D. João da Áustria por causa da sua resistência durante a Invasão Francesa.
[Ler mais...]

Castelo de Vide
Feitas e desfeitas as fortificações medievais ao longo do séc. XIII, ao sabor dos interesses senhoriais que quase sempre, brigavam com os interesses da coroa e também com os da população, que preferia ter como senhor o longínquo rei, levanta-se definitivamente o castelo, por iniciativa de D. Dinis, concluindo-se já no reinado de seu filho, Afonso I...
[Ler mais...]

Castelo de Ouguela
Ouguela é uma povoação da freguesia de São João Baptista, no concelho de Campo Maior, a 10 km da sede de concelho. Conta com cerca de 60 habitantes.

Teve foral dado por D. Dinis a 5 de Janeiro de 1298, renovado por D. Manuel em 1 de Junho de 1512, retendo até à reforma administrativa de 1836 o estatuto de vila sede de concelho independen...
[Ler mais...]

Castelo de Avis
À época da Reconquista cristã da península Ibérica, as terras da atual Avis foram doadas, em 1211, pelo rei D. Afonso II (1211-1223) à Milícia dos Freires de Évora (fundada em 1175), com a condição de as povoarem e de construírem um castelo para a defesa do lugar.

As obras teriam lugar entre 1214 e 1223, atribuídas ao seu primeiro Grão-...
[Ler mais...]

Castelo de Torres Vedras
Segundo Pinho Leal, a primitiva fortificação de Torres Vedras teria sido construída pelos Godos ou Alanos, mais tarde reedificada e ampliada pelos Mouros.

No entanto, o cimento que reveste uma das cisternas, várias moedas e lápides, que se encontram no Museu Municípal, atestam a presença dos Romanos em Torres Vedras e a maior antiguidade...
[Ler mais...]

Palácio da Pena
O Palácio Nacional da Pena (também chamado Castelo da Penha) é um dos castelos senhoriais mais bonitos de Portugal, construído durante o século XIX por ordem real, e segundo o estilo Neo-Romântico em voga na época.

A evocação do famoso Castelo de Neuschwanstein, na Baviera, é notória. Por toda a parte se vêm também motivos Árabes: azulej...
[Ler mais...]

Castelo dos Mouros
O Castelo de Sintra, também conhecido como Castelo dos Mouros, situa-se num dos cumes da serra de Sintra, no Distrito de Lisboa, em Portugal.

Testemunho da presença islâmica na região durante mais de quatro séculos, acede-se ao monumento, visível já da vila de Sintra, subindo a Rampa da Pena, um caminho sinuoso que corre pelo interior da...
[Ler mais...]

Forte de S. Julião da Barra
Localização: S. Julião da Barra, Avenida Marginal, Oeiras

Dados Históricos: Notável exemplo de fortificação, cujas obras de construção foram iniciadas no século XVI, no reinado de D. João III. Cruzava fogo com a Torre do Bugio.

Ao longo dos séculos o forte foi ampliado, alterado e adaptado a novos usos.

Dentro das s...
[Ler mais...]

Torre do Bugio
(Fortaleza de S. Lourenço da Cabeça Seca)

As obras desta original fortaleza circular foram iniciadas no século XVI, sob a direcção de Frei Vicêncio Casale. Está localizada num cabeço de areia na foz do rio Tejo, em frente ao Forte de São Julião da Barra.

Os trabalhos de construção da fortaleza prosseguiram durante a Restauraçã...
[Ler mais...]

 
Biografias de artistas
Maria João Pires
A pianista Maria João Pires nasceu em Lisboa e tocou pela primeira vez em público aos 4 anos de idade. Aos 5 deu o seu primeiro recital e dois anos mais tarde interpretava concertos de Mozart em público. Entre 1953 e 1960, Maria João Pires estudou no Conservatório Nacional de Lisboa com o professor Campos Coelho, tendo frequentado também os cursos ...
[Ler mais...]

Beatriz Costa
Beatriz da Conceição nasceu a 14 de Dezembro de 1907 no lugar da Charneca do Milharado, no Casal Barreiro, concelho de Mafra e baptizada no Orago de S. Miguel.

Filha primogénita de pais portugueses vai aos 4 anos de idade com a mãe para Lisboa, que viria a trabalhar em casa de José Malhoa.

Após segunda união matrimonial da m...
[Ler mais...]

Vasco Graça Moura
Nasceu no Porto a 3 de Janeiro de 1942. É licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa.

É autor de obras de ensaio, poesia, romance e ainda de traduções.
Foi Secretário de Estado em dois Governos Provisórios. Tem desempenhado funções directivas na Rádio Televisão Portuguesa, na Imprensa Nacional e na Comissão para as Comemoraçõ...
[Ler mais...]

Tozé Martinho
Tozé Martinho nasceu em Dezembro de 1947, em Lisboa. Por influência da ascendência familiar, frequenta o curso de veterinária.

Mais tarde, entra na faculdade para estudar Economia, mas não termina. Vai viver para os EUA onde estuda direcção de cinema e televisão. Foi director de programas durante dois anos, na RTP-USA em NewWarc, nos Es...
[Ler mais...]

Rosa Lobato de Faria
Nasceu a 20 de Abril de 1932 em Lisboa. Poetisa, romancista, argumentista e cronista. Actriz de teatro, cinema e televisão.

Autora de letras de canções e fados, teve várias canções suas premiadas no Festival RTP da Canção e apresentadas no Festival da Eurovisão. Teve duas representações no Festival da OTI e uma no Festival da Canção da ...
[Ler mais...]

Manuel Faria
Manuel Faria nasceu no dia 1 de Novembro de 1957, em Lisboa.
Manifestou gosto e interessou-se pela música em criança.

Fez a sua formação com a professora Elisa Wahnnon. Foi um dos elementos fundadores do grupo Trovante quando decorria o ano de 1976 juntamente com Luís Represas, João Nuno Represas, João Gil e Artur Costa.
[Ler mais...]

Manuel Alegre
Nasceu em Águeda, em 1936. Frequentou a Faculdade de Direito, em Coimbra. Participou activamente nas lutas académicas contra o regime ditatorial. Em Angola dirige uma tentativa de rebelião contra as Guerras de África, sendo preso pela Pide.

Exilou-se em Argel onde foi dirigente da Front Patriotique de Libération National e locutor da Rád...
[Ler mais...]

José Jorge Letria
Jornalista, poeta, dramaturgo, ficcionista e autor de uma vasta obra para crianças e jovens, José Jorge Letria nasceu em Cascais, em 1951, tendo desempenhado, entre l994 e 2002, as funções de vereador da Cultura no município local. Estudou Direito, História e História de Arte na Universidade de Lisboa, sendo pós-graduado em Jornalismo Internacional...
[Ler mais...]

Carlos Mendes
Nasceu em Lisboa a 23 de Maio de 1947. Em 1964 funda o grupo rock "Os Sheiks" que obtém grande sucesso dentro e fora do país. Em 1967 o grupo dissolve-se e inicia a carreira a solo. Em 1968 vence o Festival RTP da Canção com a composição "Verão".

Entre 1969/1973 tira o curso de Arquitectura e inicia a actividade de arquitecto. Em 1976 ...
[Ler mais...]

Carlos Pinto Coelho
Nasceu em Lisboa a 18 de Abril de 1944. Viveu em Moçambique até 1963. Frequentou a Faculdade de Direito de Lisboa. Ingressou no jornalismo como repórter do jornal "Diário de Notícias".

Coordenou as secções de Política Internacional de jornais diários e revistas de Lisboa.
Foi redactor da Agência de Notícias A.N.I., correspondente da...
[Ler mais...]

Luis Cília
Luis Cília nasce em Angola, no Huambo, em 1 de Fevereiro de 1943. Em 1959 vem para Lisboa estudar Economia e vai morar na Casa dos Estudantes do Império, onde se relaciona com o movimentos estudantil a favor da independência das colónias.

Em 1964, para fugir à tropa, emigra para Paris, onde desempenha várias profissões e conhece músi...
[Ler mais...]

Eugénio de Andrade
Nasceu a 1 de Fevereiro de 1923 na Póvoa da Atalaia, (Fundão). Vem com a mãe para Lisboa onde se mantém até meados dos anos 40, quando vai para Coimbra, estudar filosofia, e onde se relaciona com eminentes personalidades da vida académica e cultural.

Em 1947, ingressa nos quadros dos serviços médico-sociais do Ministério da Saúde, exerce...
[Ler mais...]

Eugénia Lima
Nasceu em Castelo Branco, em Abril de 1926. Diplomada com o Curso Superior de Acordeão na categoria de Professora pelo Conservatório de Acordeão de Paris.

Iniciou-se no Teatro Vaz Preto, em Castelo Branco, aos quatro anos de idade. O ciclo de actuações por toda a Beira Baixa valeu-lhe o epíteto de "Miúda de Castelo Branco".
Estreou-...
[Ler mais...]

Carlos Paião
Carlos Manuel de Marques Paião nasceu em Coimbra no dia 1 de Novembro de 1957.

Em 1978 concorre ao Festival de Ílhavo onde obtém dois prémios, entre os quais o de melhor intérprete.

Participa numa das meias-finais do Festival da Canção de 1980 com "Amigos, Eu Voltei" mas não consegue chegar à final.

Por iniciativa d...
[Ler mais...]

Armando Gama
Armando António Capelo Dinis da Gama nasceu no dia 1 de Abril de 1954 em Luanda. Em 1971 é editado o seu primeiro disco, com o Duo Marinho e Gama, que incluía dois temas da sua autoria.

Com Manuel Cardoso forma os Tantra em 1976. Sai do grupo em 1977 após a edição do álbum "Mistérios e Maravilhas".

Em 1978 forma o duo Saraban...
[Ler mais...]

 
Personagens carismáticos da história de Portugal
D. Leonor de Almeida
D. Leonor de Almeida Lorena e Lencastre
Condessa de Oeynhausen
7.ª condessa de Assumar
4.ª marquesa de Alorna

Notável poetisa, nasceu em Lisboa a 31 de Outubro de 1750, faleceu em Benfica a 11 de Outubro de 1839. Era filha primogénita do 2.º marquês de AIorna e 4.º conde de Assumar, D. João de Almeida Portugal, e de sua mu...
[Ler mais...]

D. João de Almeida Portugal
4.º conde de Assumar
2.º Marquês de Alorna

Oficial-mor da Casa Real, (vedor honorário da fazenda); comendador da comenda de Moreira na ordem de Cristo; capitão de cavalaria do exército, sócio da Academia da Historia Portuguesa.

Nasceu a 7 de Novembro de 1726; faleceu a 9 de Junho de 1802. Era filho do 3.º conde de Assumar...
[Ler mais...]

Luís Mousinho de Albuquerque
Coronel de engenharia, provedor da Casa da Moeda, governador civil na ilha da Madeira, e inspector-geral das obras públicas. N. em Lisboa a 16 de Junho de 1792. Era filho de João Pedro Mousinho de Albuquerque, desembargador do Paço, e de D. Luísa da Silva Guterres e Ataíde.

Luís Mousinho foi destinado a servir na ordem militar de S. Joã...
[Ler mais...]

Joaquim Mousinho de Albuquerque
Herói português, e militar destemido, contemporâneo.

Nasceu em 10 de Novembro de 1855. Era filho de José Diogo Mascarenhas Mousinho de Albuquerque, director dos telégrafos e faróis do reino, e neto de Luís da Silva Mousinho de Albuquerque, que tanto se distinguiu nas lutas civis de 1828 a 1846, sucumbindo neste ano, a 23 de Dezembro, na...
[Ler mais...]

Joaquim António de Aguiar
Estadista português.

Nasceu em Coimbra, a 24 de Agosto de 1792, faleceu a 26 de Maio de 1884. Era filho do cirurgião Xavier António de Aguiar e de D. Teresa Angélica de Aguiar.

Seguiu os estudos universitários e foi lente de Leis. Não herdou bens de fortuna, nem títulos nobiliários, porque seus pais eram de condição humild...
[Ler mais...]

D. Afonso VI
O Vitorioso, 22.º Rei de Portugal.

Nasceu em Lisboa, a 21 de Agosto de 1643; era filho 2.° de D. João IV e de D. Luísa de Gusmão, filha do duque de Medina Sidónia.

Tendo falecido seu irmão mais velho, o príncipe D. Teodósio, foi jurado herdeiro em 1653, e aclamado em 15 de Novembro de 1656, governando na sua menoridade a rain...
[Ler mais...]

D. António
Prior do Crato, filho do infante D. Luís, e neto de el-rei D. Manuel. Foi um dos pretendentes à coroa portuguesa, quando faleceu o cardeal rei D. Henrique.

Nasceu em Lisboa, em 1531, morreu em Paris a 26 de Agosto de 1595.

Sua mãe chamava-se Violante Gomes, de alcunha a Pelicana; era uma israelita por quem o infante D. Luís ...
[Ler mais...]

Diogo Cão
Navegador português, que, por duas vezes (1482 e 1484), foi mandado aos descobrimentos por D. João II.

Dirigiu-se para a Mina e daí para o Zaire. Depois de várias vicissitudes seguiu até à ponta dos Farilhões (serra Parda), a 22° 10´, de latitude Sul, donde regressou ao Zaire, que subiu, a fim de visitar o Rei do Congo.

Regres...
[Ler mais...]

Gonçalo Velho Cabral
Navegador e guerreiro português (séc. XV). Íntimo colaborador de Dom Henrique.

Introduziu famílias e gado nas ilhas de Santa Maria e São Miguel (Açores), das quais foi o primeiro capitão-donatário.

[Ler mais...]

João Gonçalves Zarco
Fidalgo cavaleiro da casa do infante D. Henrique, pertencente a uma família distinta.

Seguiu desde muito novo a carreira marítima, e por mais de uma vez exerceu o comando das caravelas, que guardavam as costas do Algarve. Quando o infante D. Henrique se lançou no caminho das explorações marítimas, João Gonçalves Zarco foi o primeiro que...
[Ler mais...]

Gil Eanes
Célebre navegador português, natural de Lagos, e o primeiro que se atreveu a afrontar os terrores do cabo Bojador.

Em 1483 partiu de Sagres com esse intuito mas voltou para traz, desanimado. O infante D. Henrique, porém conseguiu que ele se resolvesse a intentar de novo aquela empresa, lembrando-lhe o serviço que faria à pátria e à reli...
[Ler mais...]

Maria Lamas
Maria da Conceição Vassalo e Silva da Cunha Lamas
(1893-1983)

Escritora e interveniente política portuguesa. Mulher de personalidade admirável, oriunda de uma família burguesa de Torres Novas, ali estudou até aos dez anos. Aprendeu línguas o que lhe viria a ser útil mais tarde, quando teve de ganhar a vida com traduções.
[Ler mais...]

Irene Lisboa
Irene do Céu Vieira Lisboa
(1892-1958)

Escritora e pedagoga portuguesa, nascida no Casal da Murzinheira, concelho de Arruda dos Vinhos) Teve uma infância sem pobreza. Foi educada no Convento do Sacramento, que não lhe agradou.

Estudou em Lisboa no Colégio Inglês até aos treze anos. Frequentou o Liceu D. Maria Pia, onde c...
[Ler mais...]

Amélia Cardia
Amélia dos Santos Costa Cardia, uma das primeiras médicas portuguesas e escritora, nasceu em Lisboa, filha da parteira diplomada Justa Matilde de Carvalho e Costa e irmã da parteira da família real, Alice Cardia.

Estudou num colégio interna e casou nova. Teve dois filhos do primeiro casamento. Voltaria a casar em 1903 com Francisco de A...
[Ler mais...]

Luisa Todi
(1753-1833)

Luísa Rosa de Aguiar, meio-soprano portuguesa, a mais célebre de todos os tempos. Nasceu em Setúbal, filha de um professor de música e instrumentista, que passou a viver em Lisboa em 1765.


Luísa começou pelo teatro musicado aos catorze anos, no Teatro do Bairro Alto em "Tartufo", de Molière. Com outra irmã can...
[Ler mais...]

 
Livro de visitas
Enviado por: Geraldo Gomes Loureiro
Mogi das Cruzes - São Paulo - Brasil

Viva à tradição portuguesa
Sou brasileiro, filho de portugueses. tenho a Nacionalide portuguesa, ( O que muito me honra ), meus pais são da Freguesia de Vila Seca - Conselho de Barcelos, ainda tenho alguns parentes por aí. Já estive em Portugal por tres vezes, sou apaixonado pela terra e pelas Tradições Portuguesas e seus conservantes que empunham essa bandeira, por isso Portugal é o mais rico pais do mundo em tradições e lendas. O Canto da Terra é meu cantinho na Net, onde procuro estar sempre, para interar-me das coisas de Portugal. Muito obrigado

[Mais comentários...]    [Escrever comentário...]
 
 
 
Na casa cheia, depressa se faz a ceia.

Programação da rádio


 

 

© 2003-2022 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
13882390 páginas visitadas - 295 visitantes ligados
Contacte-nos