Cantos da Terra - Tradições portuguesas.
Personagens carismáticos da história de Portugal
Listagem simples
Listagem com fotografia

20 Personagens + lidos
20 Personagens - lidos

O seu donativo ajuda-nos a manter as tradições portuguesas online
Um espaço de consulta gratuita há mais de 18 anos.
Clique para ligar rádio
- Poderá continuar a navegar.

 
Monumentos
Castelo da Lousã (Castelo de Arouce)
Data de 943 um contrato realizado entre Zuleima Abaiud e o Abade Mestúlio do Mosteiro de Lorvão onde, pela primeira vez, nos aparece o topónimo ARAUZ, que designa a povoação mais importante dessa altura em toda a região, e que se localizava junto ao morro onde se levantaria, mais tarde, o Castelo de Arouce. O nome do contratante deixa entender que ...
[Ler mais...]

Fortaleza de Buarcos e Fortim dos Palheiros
Faziam parte do sistema defensivo da Costa (com o Forte de Santa Catarina); datam, talvez, do reinado de D. João I, para refrear os assaltos dos Ingleses, Holandeses e piratas.
[Ler mais...]

Forte de Santa Catarina
É uma relíquia militar, sistema abaluartado, com o cunho inconfundível de traça Vauban. Mandado concluir por D. João IV para defesa da barra, aceita-se contudo, com fundamento histórico, que os seus alicerces são do tempo de D. João I.
Após actuação brilhante contra a pirataria que infestava amiudadas vezes esta costa marítima de fácil desemb...
[Ler mais...]

Arco de Almedina
O Arco de Almedina, na baixa de Coimbra, local onde começa a Rua de Almedina que nos leva por caminhos íngremes até à Universidade, é nem mais nem menos que um remanescente da cerca de muralhas que um dia envolveram a cidade.

Almedina - Palavra árabe que significa "cidade", a almedina é a zona mais antiga de uma povoação, e encont...
[Ler mais...]

Castelo de Penamacor
O Castelo de Penamacor ou Fortaleza de Penamacor, ergue-se em Penamacor no distrito de Castelo Branco, Portugal. Data de 1189, durante o reinado de D. Sancho I, e foi classificado como Monumento Nacional em 1973.
[Ler mais...]

Castelo de Idanha-a-Nova
Idanha-a-nova situa-se num cabeço, aos pés do qual corre o Rio Ponsul. Na vila de Idanha-a-Nova são observáveis as ruínas do castelo, construído em 1187 por D. Gualdim Pais de Maratecos, Mestre da Ordem dos Templários.

D. Sancho I eleva a povoação a vila em 1201 e doa-a à Ordem dos Templários. Em 1229 D. Afonso II confirmou-lhe a doação ...
[Ler mais...]

Castelo de Monsanto
Construída num morro granítico a oitocentos metros de altitude e localizada a menos de quatro léguas da actual fronteira com a Espanha, a aldeia fortificada de Monsanto foi, até que os azedumes entre portugueses e espanhóis se diluíram na resignação do tempo, a praça forte mais desejada pelos nossos vizinhos, numa zona da Beira Interior onde se de...
[Ler mais...]

Castelo de Bragança
O castelo, cuja construção se iniciou em 1409 e terminou trinta anos depois, é constituído por um extenso conjunto de muralhas com um perímetro de 660 metros, que formam quatro recintos individualizados entre si.

Conta com quinze torres ou cubelos e outros tantos panos de muro, com a espessura média de dois metros, com três portas (dua...
[Ler mais...]

Torre do Relógio
Torre do Relógio


Possivelmente construída durante a baixa idade média, esta torre militar teve posteriormente uma adaptação bastante grande.
Foi proposta como imóvel de interesse público pelo Plano Director Municipal de Alfândega da Fé, em 1994.
[Ler mais...]

Forte de Vila Nova de Milfontes
Forte de Vila Nova de Milfontes
(Forte de São Clemente)


Forte construído em 1552 dada a frequência de ataques de corsários. Fica ao lado da praia do rio, na foz do rio Mira. Actualmente é uma unidade hoteleira.
[Ler mais...]

Castelo e Muralhas de Moura
O Castelo de Moura vive com a cidade desde tempos remotos. Alvo de reconstruções várias, restam hoje em sofrível estado de conservação a Torre de Menagem e alguns torreões incluindo a Torre de Taipa de origem árabe.

Das Muralhas, construidas no final do séc. XVII, apenas restam alguns breves troços, dos quais o mais significativo é o que...
[Ler mais...]

Torre de Atalaia Magra
Pitoresca torre do séc. XIV, situada entre olivais a um par de quilómetros da cidade de Moura, constituía juntamente com outras três (Atalaia Gorda, Atalaia da Casinha e Atalaia de Porto Mourão) a primeira linha de vigilância contra o inimigo castelhano.
[Ler mais...]

Castelo da Feira
Não há hoje a mais pequena dúvida de que o Castelo de Santa Maria da Feira, tal como o vemos e conhecemos, representa a última de uma longa série de construções que, naquele mesmo local, se foram sucedendo durante centenas ou milhares de anos, como guardiãs dos bens das populações que nas suas vizinhanças se estabeleciam.

Mas se a arqueo...
[Ler mais...]

Castelo de Porto de Mós
Breve História do Castelo de Porto de Mós
A inicial atalaia mourisca do rei mouro Oumar deu lugar ao castelo de Porto de Mós, conquistada por D. Afonso Henriques em 1148, pois era necessário proteger a norte, as terras adquiridas na altura cristã e, conquistar a sul as de Santarém até ao Tejo.

Marco histórico, o castelo teve ...
[Ler mais...]

Castelo de Arnóia
O Castelo de Arnóia, também conhecido como Castelo dos Mouros ou Castelo de Moreira, ergue-se na povoação e Freguesia de Arnóia, concelho de Celorico de Basto, Distrito de Braga, em Portugal.

Ergue-se sobre um maciço de pedra, em posição dominante sobre a povoação que outrora foi a sede do Concelho com Casa da Câmara, Pelourinho e Cadeia...
[Ler mais...]

 
Biografias de artistas
Herminia Silva
Mais de 60 peças de teatro de revista. Dez operetas. Cinco filmes. Uma peça declamada. Incontáveis fados e canções, cantados e gravados. Um número impossível de determinar de noites em que animou o Solar da Hermínia, "uma prenda do meu marido", ao qual raramente faltava "porque os clientes ficam tristes" e ela não gostava de ver ninguém triste. Est...
[Ler mais...]

Lucília do Carmo
Lucília do Carmo é unanimemente reconhecida como uma das maiores estilistas do fado do século XX. Contudo, ironicamente, poucos sabem que esta cantora identificada para sempre com a canção popular de Lisboa é natural de Portalegre, onde nasceu em 1920, embora a família se tenha radicado em Lisboa quando Lucília tinha cinco anos.

O potenc...
[Ler mais...]

Fernando Farinha
Talvez poucas pessoas saibam que esta figura tão típica da cidade de Lisboa e da sua memória nasceu, afinal, no Barreiro, em 1928. O seu pai, barbeiro, decide tentar a sorte na capital e, com 8 anos, o pequeno Fernando vem viver para o bairro do Bica.

No ano seguinte canta pela primeira vez em público, num concurso entre bairros. Triunfa...
[Ler mais...]

Deolinda Rodrigues
Talento precocemente revelado de fadista, Deolinda Rodrigues nasce em Lisboa, em Telheiras, então um aldeamento de cariz rural às portas de Lisboa. Cedo perde a mãe e a família vive com dificuldades. É na Sociedade de Recreio União Familiar de Telheiras que dá os seus primeiros passos como cantora de fados, ainda criança.

As suas quali...
[Ler mais...]

Carlos Ramos
Alfacinha de gema, Carlos Ramos tornou-se num dos fadistas mais queridos do público português, graças à sua voz quente e à sua postura modesta e discreta - e ao anormal número de grandes êxitos que teve, aliás ligados à popularidade crescente do disco e da televisão, meios de comunicação que explorou com grande sucesso no início da década de sessen...
[Ler mais...]

Armandinho
Armando Augusto Freire de seu verdadeiro nome, Armandinho foi uma figura de importância sem igual na evolução do fado em Portugal. Verdadeira ponte entre duas eras e duas concepções do fado - o século XIX, com a sua conotação marginal e trágica, e o século XX com a popularização do género finalmente abraçado pelo grande público - deveu-se-lhe um no...
[Ler mais...]

António Mourão
Nascido em 1936, no Montijo, António Mourão parece destinado a uma vida de operário. O seu gosto pelo canto revela-se quando decide aproximar-se do mundo dos fados, em Lisboa. Assistindo a espectáculos na Parreirinha de Alfama, põe-se um dia espontaneamente a cantar. É um sucesso e fica logo ali contratado.

Em 1965 estreia-se na revista ...
[Ler mais...]

Alice Amaro
Incidentalmente fadista, é sobretudo conhecida pelas suas interpretações de marchas. De inconfundível cabeleira loura, nasceu em Alfama, Lisboa, no ano de 1936. Desde miúda gostava de cantar. É outra "colheita" do Centro de Preparação de Artistas de Rádio, dirigido por Motta Pereira.

Cantora muito comunicativa, Alice Amaro vai conquista...
[Ler mais...]

Alberto Ribeiro
Nasceu em Ermesinde em 29 de Fevereiro de 1920, de uma família de artistas. Um irmão e uma irmã também cantavam e fizeram carreiras embora mais discretas.
Mas ALBERTO RIBEIRO com a sua voz extensa, de grande facilidade nos agudos, de timbre quente, podia ter sido, em qualquer parte do mundo, um enorme cantor. Em Portugal ainda hoje é recordado...
[Ler mais...]

Ada de Castro
O bairro de Alfama viu-a nascer, em 1937. Conjugando o fado às marchas, Ada de Castro percorrerá o circuito das casas de fado, tendo gravado parte do repertório próprio já tarde na sua carreira.


PRINCIPAIS ÊXITOS:
Na Hora da Despedida, A Severa Que Me Diga, O Meu Amor É Forcado, Alguém Mandou-me Violetas
[Ler mais...]

Anita Guerreiro
Uma das atracções mais típicas e queridas da revista, Anita Guerreiro continua ainda hoje a trabalhar e a ser uma autêntica preferida do público, embora actualmente na televisão, onde participa regularmente em telenovelas e séries de comédia.

Tal como muitos outros, Anita Guerreiro começou, com apenas sete anos, por ser uma das "miúdas",...
[Ler mais...]

Paulo de Carvalho
Dele se diz, numa única palavra, tudo o que há para dizer: a "Voz". Paulo de Carvalho mereceu, ao longo de mais de três décadas de carreira, este epíteto.

Curiosamente a sua carreira musical não começa exactamente pelo canto, mas sim pela percussão, nos célebres Sheiks, onde era baterista, fazendo back-vocals. Carlos Mendes era o vocalis...
[Ler mais...]

Nuno da Câmara Pereira
Nascido em Lisboa em 1951, Nuno da Câmara Pereira pertence a uma família de fadistas. É sobrinho de Maria Tereza de Noronha e primo de Vicente da Câmara, João da Câmara e Frei Hermano da Câmara.

A primeira actuação pública de Nuno da Câmara Pereira faz-se em 1977, no Coliseu dos Recreios de Lisboa, num espectáculo de variedades. Começa a...
[Ler mais...]

Mísia
Os japoneses, os sul-coreanos e os espanhóis adoram os fados desta cantora portuguesa, filha de pai portuense e de mãe catalã, talvez mais que os seus próprios conterrâneos.

Susana, o nome próprio de Mísia, começou por cantar em Madrid no final dos anos oitenta. Emprestava a sua voz aos fados de Amália e a canções de Joan Manoel Serrat, ...
[Ler mais...]

José Cid
A primeira fase da carreira de José Cid é pioneira na busca de soluções musicais, em ruptura com as correntes estéticas dominantes.

Enquanto líder e inspirador musical do Quarteto 1111, José Cid prima pela originalidade dos seus arranjos, próximos do psicadelismo do movimento hippye, e pela ousadia social das letras das canções.
...
[Ler mais...]

 
Personagens carismáticos da história de Portugal
D. Fernando I
D. Fernando I, O Formoso
9.º rei de Portugal.

Nasceu em Lisboa a 31 de Outubro de 1315, onde também faleceu a 22 de igual mês de 1383. Teve o cognome de formoso pela gentileza do seu porte. Era filho de D. Pedro I e de sua mulher, a rainha D. Constança, que faleceu ao dá-lo à luz, deixando-o assim orfão dos carinhos maternais desd...
[Ler mais...]

Infante D. Duarte
Infante, filho do rei D. Manuel e de sua segunda mulher, a rainha D. Maria.

N. em Lisboa a 7 de Outubro de 1513, e fal. em 20 de Setembro de 1540.

A sua educação foi confiada a André de Resende, que lhe escreveu a biografia com muitos elogios.

Parece que o infante tinha muita vocação para a música, e era um infat...
[Ler mais...]

D. João de Castro
Um dos vultos mais gloriosos da nossa história; governador e capitão general, 14.º governador e 4.º vice-rei da Índia.

Nasceu em Lisboa a 27 de Fevereiro de 1500, faleceu em Goa a 6 de Junho de 1548. Era filho de D. Álvaro de Castro, senhor do Paul de Boquilobo, governador da Casa do Cível e vedor da fazenda do rei D. João e de D. Manue...
[Ler mais...]

Bulhão Pato
Raimundo António de Bulhão Pato

Poeta contemporâneo, 2.º oficial da 1.ª repartição da direcção geral do comércio e industria, sócio da Academia Real das Ciências.

N. a 3 de Março de 1829 em Bilbau, nas províncias vascongadas, e foi criado em Deusto, pequena e risonha povoação assentada sobre o rio, a uma légua da cidade. Era...
[Ler mais...]

Teófilo Braga
Joaquim Teófilo Fernandes Braga

Doutor em Direito pela Universidade de Coimbra; lente de Literatura no Curso Superior de Letras; sócio efectivo da Academia Real das Ciências, de Lisboa; da Academia Real de História, de Madrid, e de numerosas corporações literárias e científicas de Portugal e do estrangeiro, onde o seu nome é bastante con...
[Ler mais...]

D. Constantino de Bragança
7.º vice-rei da Índia.

Nasceu em. 1528, faleceu a 14 de Junho de 1575. Era filho do 4.º duque de Bragança, D. Jaime I, e de sua mulher, a duquesa D. Leonor de Mendonça, filha de D. João de Gusmão, 3.º duque de Medina Sidónia, e de D. Isabel de Velasco.

D. Constantino não tinha ainda 20 anos, quando foi como embaixador a Fran...
[Ler mais...]

Duque de Ávila
António José de Ávila
Conde de Ávila
Marquês e duque de Ávila e Bolama

Conselheiro de Estado efectivo, ministro de Estado, enviado extraordinário e ministro plenipotenciário junto das cortes de Paris e de Madrid, par do reino, etc. N. no Faial a 8 de Março de 1806, fal. em Lisboa a 3 de Maio de 1881.

Era filho de Man...
[Ler mais...]

Manuel de Arriaga
Advogado distinto, poeta, escritor e antigo deputado.

N. na cidade da Horta, na ilha do Faial; era filho de D. Sebastião de Arriaga Brum da Silveira e de D. Maria Cristina de Arriaga Caldeira.

Matriculado no Universidade de Coimbra, na faculdade de direito, fez um curso brilhantíssimo, afirmando-se logo nas lições dos primei...
[Ler mais...]

José Gregório da Rosa Araújo
Comerciante; deputado, par do reino, presidente da câmara municipal de Lisboa.

Nasceu nesta cidade a 17 de Novembro de 1840, onde também faleceu a 26 de Janeiro de 1893.

Era filho de Manuel José da Silva Araújo e de Eulália Rosa da Silva Araújo, de quem herdou uma fortuna colossal granjeada em improbo labor quotidiano, e o...
[Ler mais...]

D. Antónia
Infanta de Portugal, D. Antónia Maria Fernanda Micaela Gabriela Rafaela Francisca de Assis Ana Gonzaga Silvina Júlia Augusta, princesa de Hohenzollern Sigmaringen, filha da rainha D. Maria II e de el-rei D. Fernando, irmã dos falecidos monarcas D. Pedro V e D. Luís I, tia do actual soberano el-rei senhor D. Carlos.

N. em Lisboa, no paç...
[Ler mais...]

Francisco Xavier da Silva Pereira
1º barão
1º visconde
1º conde das Antas

Tenente-general do exército, par do reino, vogal do Supremo Conselho de Justiça Militar, inspector-geral da arma de infantaria, governador-geral dos estados da Índia, deputado da nação ao congresso constituinte de 1837, etc. Nasceu em Valença a 14 Março de 1793, e faleceu em Lisboa a 20 d...
[Ler mais...]

D. Pedro José de Noronha
D. Pedro José de Noronha Camões de Albuquerque Moniz e Sousa
4.º conde de Vila Verde
3.º marquês de Angeja

Grande estadista, sucessor de toda a casa, senhorio de várias terras e comendas que teve seu pai.

Nasceu a 17 de Agosto de 1716, faleceu a 11 de Março de 1788. Era filho do 2.º marquês de Angeja e 3.º conde de V...
[Ler mais...]

Francisco da Silveira Pinto
Francisco da Silveira Pinto da Fonseca Teixeira
1.º conde de Amarante

Moço fidalgo com exercício na Casa Real e fidalgo cavaleiro; 9.º senhor donatário das Honras de Nogueira e S. Cipriano; senhor do morgado do Espírito Santo na vila de Canelas; comendador de Santa Marinha de Rio Frio da Carregosa, no bispado do Miranda, na ordem de...
[Ler mais...]

Augusto Manuel Alves da Veiga
Foi um dos republicanos que fizeram a revolta do Porto, em 31 de Janeiro de 1891.

Formou-se em direito na Universidade de Coimbra, no ano 1874, tendo feito o curso com a maior distinção; enquanto estudante deu sempre provas de grande inteligência e dedicação ao estudo, obtendo as classificações devidas aos seus méritos provados. Era ne...
[Ler mais...]

D. Leonor de Almeida
D. Leonor de Almeida Lorena e Lencastre
Condessa de Oeynhausen
7.ª condessa de Assumar
4.ª marquesa de Alorna

Notável poetisa, nasceu em Lisboa a 31 de Outubro de 1750, faleceu em Benfica a 11 de Outubro de 1839. Era filha primogénita do 2.º marquês de AIorna e 4.º conde de Assumar, D. João de Almeida Portugal, e de sua mu...
[Ler mais...]

 
Livro de visitas
Enviado por: Domingos Silva Saude
Estremoz

Estive a ler artigos desta página
Olá. Sou natural de S. Pedro do Corval, na região de Monsaraz, e vivo actualmente na região de Estremoz, em Portugal.

Estive a ler muitos artigos desta página e fiquei com a impressão de que é uma página de muito valor cultural. Penso que alguns artigos poderiam ser muito desenvolvidos, de modo a enriquecer quantitativamente o seu conteúdo. Especialmente as biografias, porque há o costume de se resumirem ao essencial, mas há pessoas como eu, que gostariam de as encontrar o mais completas possíveis, incluindo lendas associadas, e links que possam ter informação adicional. No entanto, penso que está o melhor possível, porque é uma página objectiva.

Parabéns, e continuem o bom trabalho.

Vou divulgar esta página no facebook aos meus contactos.

[Mais comentários...]    [Escrever comentário...]
 
 
O Cantos da Terra apoia a iniciativa da 91FM (Caldas da Rainha) no programa "Imatéria" de Luís Beja.
 
Quando está fora o gato folga o rato.

Programação da rádio


 

 

© 2003-2021 Cantos da Terra - Todos os direitos reservados.
12949627 páginas visitadas - 221 visitantes ligados
Contacte-nos