• Lendas
Lenda da Conversão de Abul

Imprimir:Versão para impressão

Zona: Viana do Castelo - Viana do Castelo
««« Voltar
 

O cruzeiro que existe em Barbeita tem uma imagem de Santiago à qual está ligada uma antiga lenda de amor, do tempo em que nesse lugar vivia um conde poderoso que tinha uma linda irmã chamada Margarida.

A jovem tinha muitos pretendentes mas rejeitava-os a todos. Estranhando este facto o irmão quis saber a razão desta atitude. Margarida revelou-lhe que tinha um amor secreto e também uma rival que era nem mais nem menos que D. Aldonça, a jovem que estava prometida ao seu irmão.

Margarida acabou por revelar a identidade do homem que amava: era Abul Wali, um mouro que em breve viria parlamentar com o seu irmão. Margarida tinha conhecido Abul quando ela e o conde tinham estado de visita a Toledo e era correspondida no seu amor.

Abul estaria disposto a tornar-se cristão para desposar Margarida. Vendo o seu irmão com ciúmes por causa de D. Aldonça, Margarida avisou-o que esta tudo faria para evitar que Abul casasse com Margarida, despeitada que estava por este não ter aceite o seu amor.

A chegada de Abul provocou grande sensação: jovem, belo e de tez morena, era também inteligente e elegante. Os ciúmes do conde eram tão grandes quanto a felicidade de Margarida, a quem Abul dedicava a sua total atenção, evitando todas as outras mulheres.

Mas Abul mostrava-se um pouco céptico a converter-se ao cristianismo a menos que tivesse uma prova divina de que assim deveria ser. Margarida falou-lhe da sua devoção por Santiago e do quanto ela tinha rezado para que Abul viesse em breve juntar-se-lhe.

Então Abul prometeu-lhe que se converteria se algum dia visse um milagre. No dia seguinte, Abul acordou com um grande clamor da população que o queria matar, incitada pelo conde a quem D. Aldonça tinha convencido que o mouro a tinha ofendido. Abul viu-se forçado a fugir e, cansado, parou junto de uma fonte para beber água.

Foi então que se lembrou da grande devoção de Margarida para com Santiago, de quem evocou ajuda prometendo-lhe a sua conversão ao cristianismo. O povo cercou Abul que já se preparava para morrer, quando da multidão surgiu o conde que os impediu de avançarem dizendo que Abul era já um convertido. Como por magia, a população mudou a sua intenção e todos gritaram para que Abul fosse baptizado.

Foi então que o conde lhe perguntou se era verdade aquilo que Abul lhe tinha mandado dizer por um velho cavaleiro. Abul disse-lhe que apenas tinha prometido a sua conversão a Santiago. O conde apercebeu-se que tinha sido o próprio Santiago a avisá-lo e abraçou-o, dando-lhe a mão da sua irmã.

Abul em sinal de agradecimento mandou colocar naquele local um padrão com a imagem de Santiago que ainda hoje lá se encontra.

 
««« Voltar
 
 
 

 

© 2003-2018 Canto da Terra - Todos os direitos reservados.
Desenhado para IE 5.x - Resolução mínima: 1024x768.
10170295 páginas visitadas - 63 visitantes ligados
Contacte-nos