• Lendas
Lenda da Floração da Aguilhada (Vasco da Gama)

Imprimir:Versão para impressão

Zona: Sines - Setúbal
««« Voltar
 

Aguilhada. Vara fina com ferrão na ponta usada para acicatar os bois da lavoura ou nos carros.

Chãos. Subúrbio agrícola de Sines.



O Sol punha-se no cabo. A brisa do mar revigorava a mocidade campesina para aguentar uma noite de baile depois do dia de trabalho.

Vasco da Gama passeava pela eira, senhorial. A gente conversava, animada pelo início do descanso.

Um jovem dirige-se ao Gama, e pergunta-lhe, com uma mistura de vénia e ironia:

"Vai, então, Vossa Mercê, descobrir as Índias?"

Sentindo dúvida nas palavras do camponês, Vasco da Gama, irritado, pega numa vara e exclama:

"É tão certo eu descobrir a Índia como esta aguilhada florir!"

A História diz que Vasco chegou à Índia. A lenda diz que a aguilhada floriu.

 
««« Voltar
 
 
 

 

© 2003-2018 Canto da Terra - Todos os direitos reservados.
Desenhado para IE 5.x - Resolução mínima: 1024x768.
10113529 páginas visitadas - 95 visitantes ligados
Contacte-nos