• Castelo de Portalegre
 

Castelo de Portalegre
Portalegre - Portalegre

Ergue-se na parte mais alta da antiga povoação. Foi fundado por D. Dinis em 1290 e modificado posteriormente. Possuía uma dupla muralha que envolvia o perimetro da vila, com doze torres e oito portas (as de Alegrete, de Elvas, de Évora, do Espirito Santo, do Postigo, da Deveza, de S. Francisco e do Bispo). Na porta da Deveza existiam duas torres emparelhadas, como se vêm nas antigas armas da vila, depois cidade de Portalegre.

Da primitiva construção, dos séculos XIII e XIV, e das suas duplas muralhas, só existem de pé alguns panos de muros e três torres. A maior das torres possivelmente a de menagem, tem uma porta de com arco de volta redonda construído com grossos blocos de granito aparelhado, pela qual se entra actualmente. Dentro da torre vê-se uma outra porta no mesmo estilo, mas que está entaipada, e ainda uma outra com arco quebrado.

A meia altura observam-se vestígios de uma grande janela de com balcão, do qual existe um cachorro ou suporte. Dentro, no pavimento térreo, tem uma abóboda com três arcos ogivais de cantaria aparelhada, embutidos na parede.

Uma rampa dá acesso ao andar superior seguida de escada incrustada na espessura da própria parede. Neste pavimento o tecto é de abóboda de nervuras salientes com bocetes e florões e, ao centro, o escudo das armas de Portugal, usadas no século XVI. As muralhas do antigo castelo estão classificadas como Monumento Nacional, por Decreto de 29 de Junho de 1922.

 
 
 

 

© 2003-2018 Canto da Terra - Todos os direitos reservados.
Desenhado para IE 5.x - Resolução mínima: 1024x768.
10309543 páginas visitadas - 40 visitantes ligados
Contacte-nos