• Biografia de: Moniz Trindade
 

Moniz Trindade

Nascido no Barreiro, alfobre de grandes artistas da música popular, Egas Moniz Félix Trindade, viria a ter uma carreira invulgar, quer pelas suas capacidades artísticas como cantor, quer pela sua inegável vocação de compositor.

Para ele tudo começa na adolescência, em grupos musicais que forma com os amigos em Setúbal e, depois, no Barreiro, onde funda uma jazz band na colectividade Os Penicheiros.

O grupo tem algum valor (é nele, aliás, que se inicia a carreira de Maria de Lourdes Resende) mas o vocalista (que ao mesmo tempo aprende a tocar viola e banjo) destaca-se. Irá, ainda como amador, para a orquestra Royal, passando, depois, por sucessivas orquestras de jazz que actuavam nas boites de Lisboa.
Profissionaliza-se e é já claramente um crooner à maneira americana.

Dá-se então o encontro mais decisivo da sua carreira. O maestro Tavares Belo, que havia fundado o conjunto Swing, vai buscá-lo ao night-dub Arcádia e integra-o na nova formação, que actua no Chave de Ouro. Em breve o Swing adquire grande projecção e Moniz Trindade é convidado para gravar em Espanha.
É posteriormente aceite na Emissora Nacional.

O cantor inclina-se progressivamente para o fado-canção. Dá, então, início a uma extensa carreira internacional, em África, no Brasil e em toda a América Latina, nos Estados Unidos. Chega a ter um repertório de mais de seiscentas canções em várias línguas.

O seu talento de compositor (são seus muitos dos êxitos que canta - e muitos outros cantarão) é então cada vez mais reconhecido no panorama da música portuguesa. Figura cimeira da época da rádio em Portugal, actuará ainda na televisão.

Recordem-se alguns dos seus grandes temas: Eh, Toiro!, Vizinha do Rés-do-Chão, Fadista Gingão, Pequena do Chafariz, O Chico de Alfama.

 
 
««« Voltar
 
 

 

© 2003-2017 Canto da Terra - Todos os direitos reservados.
Desenhado para IE 5.x - Resolução mínima: 1024x768.
9565103 páginas visitadas - 193 visitantes ligados
Contacte-nos